Vales encantados, vinhos premiados, cervejas refrescantes e outras delicias no Hunter Valley, Austrália

Tempo de leitura: 3 minutos

Blue Mountains

Por Ricardo e Monica Ruschel (*)
Ao norte de Sydney, na Austrália, encostado aos parques nacionais Wollemi e Yengo, encontra-se o Hunter Valley, um dos mais antigos centros produtores de vinho da Austrália. Estabelecidos nas planícies do Rio Hunter, os primeiros vinhedos datam de 1830.

Vinhedo no Hunter Valley

Para quem sai de Sydney deve-se apanhar a rodovia 82 até Cessnock, ponto de entrada do Hunter Valley. A partir daí, faz-se o circuito vinífero pela Wine Country Drive (na verdade a mesma rodovia 82), aventurando-se nas estradinhas menores, asfaltadas, como a Broke Road, a Gillards Road e a Deasys Road, entre outras.

Formação rochosa Three Sisters

No vale, absolutamente fantástico e verde, você vai encontrar quase uma centena de vinícolas, modernas, cada qual com seu estilo próprio; todas, entretanto, com vinhos excelentes. É possível também apreciar as plantações de oliveiras e experimentar um ótimo azeite de oliva.

Oliveiras convivem com vinhedos

À entrada do Vale, para quem chega de Sydney, encontra-se o Potters Hotel Brewery Resort e, ao lado, a Hunter Beer Co. que fabrica uma cerveja excelente que merece ser provada, em diversas tulipas, em um pedestal, como se fossem tubos de ensaio.

Cervejaria Hunter Valley

Superada esta fase, e com motorista íntegro, chega-se ao Visitor Information Centre, mantido pela Hunter Valley Wine Industry Association, ponto de partida da visita. Neste local, além do centro de informações, atendido por pessoas gentis que te dão todas as informações necessárias para otimizar o circuito e as visitas, há uma praça de alimentação, para atender todos os gostos, com evidente possibilidade de aquisição dos vinhos ali produzidos. Se possível e com tempo, recomenda-se o sobrevôo de helicóptero do heliponto localizado neste centro.

Degustação de vinhos – e cervejas!

Recomenda-se muita calma para bem apreciar o passeio. A paisagem é maravilhosa e as estradas, mesmo as menores, são boas. Pontos de parada com restaurantes encontram-se à beira da Wine Country Drive.  Melhor definir algumas vinícolas a serem visitadas, já que é impossível, em pouco tempo, conhecer todas. As principais variedades de uvas encontradas no Hunter Valey são a Semillon, Chardonnay, Verdelho, Shiraz, Cabernet Sauvignon e Merlot. Ali são produzidos inúmeros vinhos especiais, incluindo orgânicos e sparkling. Também  “fortified e dessert wines” são fabricados em abundância. Seis empresas do Vale receberam a honraria de cinco estrelas da “Australian Wine Companion 2012”, por seus vinhos “the best of the best”: Brokenwood, Lake’s Folly, McWilliam’s Mount Pleasant, Meerea Park, Thomas Wines e Tyrrell’s Wines.

Se ainda sobrar um tempo, não muito longe dali, aproveite e faça uma visita ao Blue Mountains Naticional Park, uma espetacular vista de montanhas azuladas pela resina emanada dos eucaliptos, em especial a formação “the three sisters”, e nas Jenolan Caves, inúmeras cavernas com formações internas fantásticas.

 

Jenolan Caves

Depois, à noite, em casa ou no hotel, com calma e acompanhado de um bom jantar e de uma boa parceria, aprecie os vinhos adquiridos no passeio, um de cada vez, saboreando lentamente…

 

Lago na região das Jenolan Caves

(*) Texto de Ricardo Raupp Ruschel, jurista, professor e enófilo, e fotos de Monica Esteve Ruschel, artista plástica especializada em restauração de cerâmica; produtores de azeite de oliva na região da campanha do Rio Grande do Sul.

 

3 Comentários


  1. OLA meu nome é Daiana, estou fazendo uma montagem com fotos de oliveiras em meu BLOG CATIVA ARTESANATO. Gostaria de usar esta fotografia (4° foto) desta pasta. Vou referenciar o seu blog.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *