Vale do Douro, Portugal, é sugestão dupla de turismo para 2014: da revista e guia Fodor’s e do Trip Advisor

Tempo de leitura: 2 minutos

Por Rogerio Ruschel (*)

A Fodor’s, editora especializada em guias, revistas e portais de turismo divulgou sua lista de “Destinos a visitar em 2014”. Segundo a publicação, uma das regiões vinícolas mais antigas do mundo e um patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o Vale do Douro em Portugal continua a ser uma das pedras preciosas menos explorados da Europa. (Conheça os vinhedos tombados pela Unesco em http://invinoviajas.blogspot.com.br/2013/03/seis-vinhedos-patrimonio-da-humanidade.html

Mas a revista alerta que isso pode mudar em breve e esta seria uma das razões para viajar em 2014. “Premios recentes aos vinhos produzidos no país, especialmente os profundos e ricos tintos do Douro e os Vinhos Verdes efervescentes que ainda têm preços acessíveis se comparados a similares da França, Itália e Espanha, têm estimulado a indústria do turismo e da hospitalidade ao longo da rota do vinho.” Ou das rotas do vinho, porque Portugal tem oficialmente onze Rotas do Vinho:

Rota dos Vinhos Verdes, Rota do Vinho do Porto, Rota das Vinhas de Cister, Rota do Vinho do Dão, Rota dos Vinhos da Bairrada, Rota do Vinho da Beira Interior, Rota da Vinha e do Vinho do Ribajeto, Rota do Vinho do Oeste, Rota do Vinho da Costa Azul, Rota dos Vinhos de Bucelas, Carcavelos e Colares e Rota do Vinho do Alentejo. Se você considerar que cada rota pode ter até 3 roteiros regionais, e todos são encantadores, vai precisar aumentar sua visita ao Vale do Douro.

Porto, no Norte (acima e abaixo), segunda maior cidade de Portugal e âncora do Vale do Rio Douro, está na beira do mar e por isso, além da presença de prédios, bens culturais e arquitetura de grande valor cultural e histórico, também oferece ótima gastronomia de frutos do mar e a possibilidade de aproveitar as alegrias da praia. Aliás, Porto ficou na segunda posição da lista dos 10 destinos Europeus emergentes do TripAdvisor Traveler’s Choice em 2013, ou seja: trata-se de uma sugestão que vem se repetindo!

Nenhuma viagem a esta região é completa sem um clássico passeio de barco pelo rio Douro, que se revela em curvas e colinas harmoniosas que além de grande beleza cênica, são também um Patrimônio da Humanidade. Segundo muitas pessoas, esta é a região vinícola mais linda do mundo. E além disso vai poder conhecer prédios históricos belíssimos – muitos dos quais se transformaram em hotéis e hospedarias de primeira classe – vinícolas com programas de degustação e vendas por preços mais do que convidativos.

Na mesma região está também a Rota dos Vinhos Verdes que explora os jovens vinhos produzidos em todo o rio Minho. A melhor época para ir é no verão (Junho a Agosto) quando está quente e os vinhedos estão carregados; em setembro a oferta de atrativos se amplia com a colheita das uvas – mas o movimento de turistas também…
Imagens da revista Fodors e serviços de imprensa de Turismo de Portugal

(*) Rogerio Ruschel é jornalista, enófilo e bebe em português e outros idiomas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *