Locais de alquimia: conheça a segunda série de fotos de vinicultores de Gaillac, França, feitas por Julie Lecomnte com “light painting”, criatividade e bom humor

Tempo de leitura: 3 minutos

Por Rogerio Ruschel, textos e Julie Lecomte, fotos (*)

Exclusivo para In Vino ViajasNeste post apresentamos a segunda parte do trabalho magnífico de Julie Lecomte, uma jovem e talentosa fotógrafa francesa que trabalha com técnicas de retoque digital na linha de “desenho antigo” como cyanotype (processo químico), goma de bicromato (técnica de impressão), sobreposições, imagens transversais e outras e “Light Painting”, utilizada na foto acima do proprietário do Domaine de Peyre Combe em seu (apertado) ambiente de trabalho.

Julie Lecomte utilizou a técnica do “Light Painting” em uma série de fotos denominada de “Locais de Alquimia – Retratos Vinícolas” (em francês “Lieux d’Alchimie – Portraits de Vignerons”) na qual retratou enólogos e pequenos produtores de vinhos mais sustentáveis da região de Gaillac (cidade próxima de Toulouse) em suas áreas de trabalho – como o “escritório” do enólogo da L’Enclos des Braves acima. In Vino Viajas obteve de Julie Lecomte licença para publicar com exclusividade suas fotos – este post é o segundo da série.

Com o “Light Painting” a artista abre o obturador deuma câmara por um período prolongadode tempo e utilizavárias fontes de luz para criar as cores e o design, como se estivesse pintando um quadro com elas – como na foto acima, valorizando o vermelho do tonel do Domaine dês Cailloutis.

O resultado final do trabalho de Lecomte são imagens com um toque bastante diferente, valorizando e enfatizando o que os produtores e enólogos consideram um momento mágico: o processo de transformação das uvas em vinho. É realmente um ambiente estranho, de misteriosa alquimia, como o que foi retratado acima, no Domaine de Bois Couyouls.

Julie me disse que deixou que os fotografados escolhessem o local que melhor combinasse com seu trabalho e sua personalidade, mas que procurou acrescentar algum elemento bem humorado. Como filha de pequenos produtores de vinho na região, Julie conhece o ambiente desde pequena e injeta nas fotos uma dose de humor inteligente, discreto e criativo, realçando a paixão dos viticultorespor sua profissão e sua alegria quando as coisas dão certo. Como na foto do enólogo no Domaine du Vieux Saule, acima, que parece estar brotando num equipamento que parece um desengaçador de uvas.

O resultado final da série “Lieux d’Alchimie – Portraits de Vignerons” é um grupo de fotos bastante diferentes do convencional, com uso criativo de iluminação em um ambiente geralmente com pouca luz ou luz industrial para não prejudicar a maturação do vinho que pode durar meses. Veja outro exemplo da habilidade de “pintar com a luz” de Julie na foto acima, ressaltando o contraste luminoso do vermelho com o azul (as cores da bandeira francesa) no Domaine du Pialentou.

As fotos estão à venda a um preço de € 100 em edição limitada de 12 cópias, impressas em papel de prata colados sobrepanexpan e protegidas, feitas no Laboratório Digital M em Saint Jean deVedas. Com certeza, de primeira classe.  

Conheça mais do trabalho de Julie Lecomte em seu site: http://jlphotographies.jimdo.com/

(*) Julie Lecomte (foto acima) é formada em fotografia e história da arte e aprendeu técnicas de esmaltar metais. Estudou por quatro anos no Atelier Nômade com base na região de Gard em percorreu a Argentina, Mali, Marrocos e a África Ocidental. Estudou e trabalhou com técnicas de retoque digital na linha de “desenho antigo” como cyanotype (processo químico), goma de bicromato (técnica de impressão) lightpainting, sobreposições, imagens transversais e outras. Publicou fotos em dois lilvros e fez exposições em Arles, Montpelier, Saint Jean de Védas e Biévres.

(*) Rogerio Ruschel, autor do texto, mora e trabalha em São Paulo, Brasil, onde edita este blogue.
Nota: As fotos de Julie Lecomte tiveram suas cores alteradas pelo editor, para publicação no blogue.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *