Hotel brasileiro inaugura suítes de tres andares em pipas gigantes de vinho, as maiores do mundo

Tempo de leitura: 2 minutos

Por Rogerio Ruschel (*)

Meu caro leitor, parecia um casamento inevitável: fica no sul do Brasil, na serra gaúcha, onde são fabricados os melhores vinhos brasileiros e também onde se encontra o melhor turismo de qualidade do país, um hotel onde o hóspede pode dormir dentro de uma pipa de vinho. E não é um tonelzinho mixuruca: são barricas imensas, com capacidade para 100 mil litros que depois de reformadas permtiriam uma ocupação planejada e confortável de tres andares!

 
A inovação foi feita pelo Grupo Pampas, uma rede hoteleira do Rio Grande do Sul, no Hotel Fazenda Pampas da cidade de Canela, a maior de suas unidades. O hotel comprou as pipas de vinícolas gaúchas como Garibaldi e Aurora que se modernizaram, e depois de reformadas ficaram com 90 m² e mais um banheiro anexo.

Trata-se do maior receptivo em pipas de carvalho do mundo, o único deste porte. Outros dois hotéis europeus usam barricas bem menores, o Hotel De Vrouwe van Stavoren, em Stavoren, na Holanda, que usa pipas de 14 mil litros e umas quitinetes de 20 m² no Château Vieux Lartigue, em Saint-Emilion, pertinho de Bordeaux, na França. O hotel holandes foi o pioneiro, mas só tinha 4 quartos com duas camas de solteiro que podem virar uma de casal e uma pequena sala com televisão (veja a foto abaixo). Os leitores de In Vinio Viajas já o conheciam, porque foi mostrado dois anos atrás, em março de 2013 – veja aqui: http://invinoviajas.blogspot.com.br/2013/03/o-hotel-holandes-onde-os-turistas.html

As barricas do Hotel Fazenda Pampas oferecem o conforto de um apartamento convencional, mas com muito mais charme. No primeiro piso fica a sala de estar com sofá, televisão de LED, cozinha com mesa e cadeiras, e o banheiro anexo.

O quarto fica segundo andar com cama de casal, TV de LED de 42 polegadas e climatizador.

E finalmente no terceiro andar fica a cobertura, com cadeiras e tapetes e uma vista privilegiada da região, de um lago e de animais que ficam soltos como cavalos, emas, lhamas e ovelhas. Das 20 pipas projetadas, 14 já estão a disposição dos hóspedes a preços que variam entre 200 e 300 Euros. Das 14, três são pipas duplas, construidas na horizontal, para atender pessoas com limitações em subir escadas.

O hotel oferece momentos de lazer na varanda com mesas feitas a partir de barricas de vinho (acima) e passeios a cavalo para relaxamento total (abaixo).

Além disso, é claro, meu querido leitor, você vai encontrar uma deliciosa tradição gaúcha: aqui se come muito bem, bebe-se vinho de qualidade feito na região e você realmente descansa porque a serra gaúcha é sempre espetáculo. Um brinde a isso!

(*) Rogerio Ruschel é jornalista e edita In VIno Viajas a partir de São Paulo, Brasil, mas tem muita saudade da serra gaúcha onde já morou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *