Conheça as 68 vinícolas brasileiras com prêmios internacionais no horizonte do World Ranking Wines & Spirit 2015 – o ranking dos rankings

Tempo de leitura: 2 minutos

 

 

Por Rogerio Ruschel (*)
No mundo do vinho existem muitos concursos, e a World Association of Wine Writers and Journalists – WAWWJ (Associação Mundial de Jornalistas e Escritores sobre Vinhos, em livre tradução) organiza anualmente o World Ranking Wines & Spirit, que soma a pontuação das empresas vinícolase dos vinhos a partir dos prêmios conquistados em concursos internacionais durante o ano anterior. Acompanhe a seguir o desempenho do Brasil na Edição 2015 neste ranking dos rankings.
Em 2014 foram realizados 431 concursos de vinhos no mundo (490 em 2013); destes a WAWWJ coletou os dados de 75 deles, mais importantes. Para a consolidação do World Ranking Wines & Spirit 2014 foram avaliados mais de 650.100 vinhos de todo o mundo. O Brasil melhorou no ranking geral – em 2015 fomos o 13o. pais do ranking, uma evolução de 10 pontos, porque em 2014 haviamos sido o 23o. pais mais premiado (veja no quadro acima). Mas talvez o mais significativo indicador do desempenho de nossa indústria no ano passado foi que melhoramos horizontalmente. Explico: em 2013 apenas 32 produtores brasileiros tiveram seus vinhos premiados internacionalmente, número que saltou para 68 em 2014 – mais do que duplicamos.
Os resultados do Ranking 2015 mostram que 68 vinícolas brasileiras conquistaram 305 prêmios internacionais em 2014 (183 em 2013) totalizando 8814,70 pontos, e que a Cooperativa Vinícola Garibaldi foi a mais premiada, desbancando a Cooperativa Vinícola Aurora, vencedora em anos anteriores. Veja no quadro acima a lista das 15 vinícolas brasileiras mais premiadas em 2014. Um benefício secundário deste primeiro lugar da Vinícola Garibaldi é que a empresa reitera o relacionamento da cidade com o produto espumante no próprio nome, porque Garibaldi é considerada a capital brasileira do vinho espumante. Segundo o Ranking Wines & Spirit 2014, em 2014 a Cooperativa Vinícola Garibaldi conquistou 25 prêmios em 9 competições internacionais, alcançando a pontuação total de 851,16pontos. Em segundo lugar aparece a Cooperativa Vinícola Aurora, com 32 prêmios e 845,59 pontos em 11 concursos, e em terceiro lugar a Cia Piagentini com 20 prêmios e 689,61 pontos em 4 concursos.
Muitos vinhos brasileiros entraram na lista – veja no quadro acima os 15 melhores colocados. O rótulo brasileiro mais premiado foi o Marcus James Espumante Brut, da Vinícola Aurora que venceu 7 concursos totalizando 216,07 pontos – um pouquinho mais do que o Garibaldi Espumante Prosecco Brut, da Vinícola Garibaldi, que conquistou 5 premios e totalizou 212, 13 pontos.
Aliás, estas duas vinícolas disputam palmo a palmo a premiação internacional, tendo cada uma delas conseguido incluir dois vinhos na lista dos Melhores Vinhos do Ano, da qual fazem parte todos os vinhos que tenham recebido uma pontuação mínima de 125 pontos, o equivalente a cerca de quatro medalhas de ouro em competiçõesinternacionais – veja no quadro acima. No ano de 2014 o Brasil havia emplacado também quatro rótulos nesta lista, dos quais três eram da Vinícola Aurora (Aurora Moscatel, Aurora Reserva Merlot 2011 e Marcus James Espumante Brut) e um da Cooperativa Vinícola Garibaldi, o Garibaldi Espumante Moscatel.
Eu brindo a isso!
Para ver detalhes do World Ranking of Wines and Spirits 2015 acesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *