Espanha recebeu 63 milhões de turistas em 2014; mais de 2 milhões deles visitaram vinícolas e museus das Rotas de Vinho

Tempo de leitura: 2 minutos

 

Por Rogerio Ruschel (*)

Segundo relatório divulgado pela Associação Espanhola de Cidades do Vinho  (ACEVIN), o enoturismo na Espanha deu um salto quantitativo e qualitativo no ano de 2014. O número total de visitantes em 23 das 25 rotas de vinho certificadas pela entidade chegou a 2.124.229 pessoas – 435.020 a mais que o número de visitantes em 2013.  O movimento financeiro somente das 523 vinícolas e 29 museus associadas ultrapassou 42,5 milhões de Euros, algo como 161 milhões de Reais. Este número não inclui o faturamento de outros estabelecimentos que também fazem parte das rotas de turismo do vinho como hotéis, alojamentos, lojas especializadas e restaurantes

 

 

A rota mais visitada foi novamente a Ruta del Vino y el Cava del Penedès Enoturisme Penedè (na Catalunha), que registrou 497,310 visitantes no ano passado. Em segundo lugar ficaram as Rutas del Vino y Brandy del Marco de Jerez (na Andaluzia) unificadas, que receberam 444,427 visitantes. Segundo o relatório, “A localização privilegiada em áreas com tráfego turístico significativo e sua proximidade com a costa e os grandes centros populacionais, como Barcelona e Sevilha parecem ser fatores determinantes para este sucesso – além de algumas das vinícolas mais visitadas da Espanha estarem nestas rotas” explicou a ACEVIN.

 

O relatório ACEVIN 2014 também informou outros dados:
·      O preço médio do tour vinícola padrão (visita guiada + degustação) foi 6,90 euros e o gasto médio por visitantes à vinícola (excluindo o preço de entrada, que é o montante gasto em loja) é 15.95 euros;
·      No caso dos museus do vinho, o preço médio de uma visita padrão é 3,45 euros e o gasto médio por visitantes de museus foi de 2,96 euros;
·      Os meses de outubro (255,395 visitas) e setembro (237,558 visitas) que coinjcidem com a maior parte da colheita são os mais movimentados na Espanha, seguidos de perto por maio (218,980 visitas) e abril (202,761 visitas);
·      A atividade gerou aproximadamente 50.000 empregos no país.
Veja abaixo mapa dos vinhos DOC espanhois

(*) Rogerio Ruschel é editor de In Vino Viajas baseado em São Paulo, Brasil, e todos os dias tem que tourear a falta de tempo para poder informar seus leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *