Pieter e Paulus, os gêmeos mais velhos do mundo, com 102 anos, garantem: o segredo para a longevidade é um copo de vinho por dia.

Tempo de leitura: 1 minuto

Por Rogerio Ruschel (*)

Meu querido leitor ou leitora, a ciência já comprovou os benefícios do consumo de vinho sem excesso em centenas de pesquisas: é bom para a pele, para o sangue, para o coração e para desenvolver resistências a doenças. Especialmente o vinho tinto. Pois agora os irmãos gêmeos mais velhos do mundo, que em julho de 2015 comemoraram 102 anos, garantem: o segredo para a longevidade é um copo de vinho por dia.

Pieter e Paulus Langerock nasceram em 1913, são belgas, nunca se casaram e moraram juntos a maior parte do tempo de suas vidas. Depois de terem trabalhado como magistgrados da polícia se aposentaram e compartilham um quarto em sua casa de repouso perto da cidade de Ghent, na Bélgica. Paulus (na foto acima), alternando frases entre o francês, holandes e o dialeto local de Ghent disse ao jornal britânico Daily Mail que “Não tenho muitos conselhos para dar, apenas não desperdice o seu tempo com besteiras, não coma demais e não corra demais atrás de mulheres.”

O registro de gêmeos mais velhos do mundo ainda é dos irmãos Gale e Dale Moyer, dos Estados Unidos, que viveram até os 105 anos – e também bebiam vinho regularmente. Isso significa que os irmãos Langerock –  que tomam pelo menos um copo de vinho tinto por dia e quase sempre um Bordeaux “de boa qualidade”, como reitera Paulus – tem 3 anos para quebrar esse recorde. Isso quer dizer que cada um dos gêmeos ainda tem pela frente 1.100 copos de vinho cada um. Eu brindo a isso e espero que eles ultrpassem os 105 anos.

(*) Rogerio Ruschel é editor do In Vino Viajas, mora em São Paulo, Brasil, e procura seguir a recomendação dos gémeos de beber uma taça de vinho por dia.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *