Conheça a Old Vine de Maribor, Eslovênia, a videira mais antiga do mundo, com 510 anos, que continua produzindo uvas, vinhos e turismo.

Tempo de leitura: 2 minutos

Por Rogerio Ruschel (*)

Meu prezado leitor ou leitora, a Eslovênia tem uma tradição vinícola de mais de 24 séculos e cerca de 24.500 hectares de vinhedos com uvas tintas como Merlot, Cabernet, Resfosk, Zametovka, Modri Pinot e brancas como Sivi Pinot, Rebula, Chardonnay, Muskat e Sipon. Mas o grande tesouro vinícola do país está na cidade de Maribor, a segunda maior do país , na margem do rio Drava (foto abaixo) com influência germânica, próxima da fronteira com a Áustria: a “Old Vine”, a mais antiga vinha do mundo, documentadamente  com mais de 500 anos.

Um símbolo da cidade, homenageada em eventos festivos, esta árvore teria sido plantada por volta do ano 1500 o que pode ser comprovado porque no Museu Provincial Estíria na Áustria estão expostas pinturas datadas de meados do século XV que mostram o vilarejo e a rua Vojašniška com a “Old Vine”.

Hoje a vinha está protegida por uma cerca de aço (foto acima) próxima da Old Vine House, uma construção do século XVI que é a sede de uma série de entidades honorárias sobre vinho e cultura do vinho como The Honourable Wine Covenant of Saint Urban, European Order of Wine Knights, Slovene Order of Wine Knights, e a Association of Representatives of Slovene and Maribor Wine Queens.

O tronco é enrugado e pode parecer velho e morto, mas na época certa apresenta folhas verdes luxuriantes que escalam a parede da casa vizinha (veja na foto abaixo)  e produz grandes cachos de uvas bem  gordas. Em 1972, um professor da Universidade de Ljubljana fez algumas pesquisas e datou a videira com pelo menos 475 anos. A árvore teria resistido a Napoleão, a Primeira Guerra Mundial e especialmente à Segunda Guerra Mundial, quando a cidade foi ocupada pelos nazistas e bombardeada – mas o edifício e a “Old Vine” sobreviveram.

 Conheça outras duas videiras bastante antigas que já mostrei aqui no In Vino Viajas:
·      uma videira com 450 a 500 anos da Quinta do Louredo, Minho, Portugal (que não tem documentos comprobatórios da idade) – http://www.invinoviajas.com/2015/09/conheca-videira-com-500-anos-da-quinta/
·      um vinhedo na região do Gers, no sudoeste da França, com 200 anos comprovados, que se tornou um monumento histórico nacional – http://www.invinoviajas.com/2014/11/vinhedo-frances-de-200-anos-vira/

 

(*) Rogerio Ruschel é editor de In Vino Viajas em São Paulo, Brasil e coleciona bons vinhos, ótimos amigos e videiras antigas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *