In Vino Viajas publica 400 reportagens sobre cultura, turismo e vinhos e ultrapassa 20.000 acessos por mês, com leitores de 134 países!

Tempo de leitura: 4 minutos

roger em bordeuaux

Por Rogerio Ruschel (*)

Querido leitora ou leitor: agora sou um storyteller com 400 historias publicadas! Aqui no “In Vino Viajas” já propus brindes a centenas de pessoas, comunidades e organizações que vêm ajudando a tornar a vida mais agradável com atitudes sociais, culturais e ambientais importantes para as pessoas, o patrimônio e  o planeta. Por isso peço licença para propor um brinde a mim mesmo como editor do “In Vino Viajas” porque estou comemorando este mês a publicação de 400 reportagens em 4 anos. Tim-tim! Um pequeno momento de orgulho no meio de 400 historias pode ser perdoável, não?

RR nas videiras copy

Em 29 de maio de 2012 publiquei aqui minha primeira matéria, uma reportagem sobre os sabores da Borgonha e sua linda capital, a cidade universitária de Dijon (acima, visitando uma videira em Côte de Baune). Desde este primeiro dia não abri mão do compromisso de respeitar a inteligência do leitor fazendo jornalismo com compromisso a partir da minha atividade como repórter de turismo e também sobre o que sempre gostei mas nunca tinha escrito: sobre a cultura do vinho. Esta minha primeira matéria de maio de 2012 teve apenas 16 acessos, míseros 16 acessos; hoje a média de acessos por reportagem está acima de 1.200 – veja abaixo o ranking dos 10 mais lidos em 21.07/2016.
mais likdos

Em 2015 fui convidado a fazer palestras na Espanha, Portugal e Uruguai porque “In Vino Viajas” foi considerado um exemplo de storyteller de sucesso no ramo do vinho. Eu não sabia disso e pra ser sincero, nem sabia o que era storyteller. Pois neste mês de junho de 2016 publiquei a reportagem de número 400, uma típica storytelling: uma entrevista apoiando a campanha de uma socióloga para o reconhecimento da Ribeira Sacra, região espanhola com viticultura heróica e paisagens impressionantes, como um Patrimônio da Humanidade da Unesco, ao lado de outras nove regiões do planeta http://www.invinoviajas.com/2016/07/festa-junina-in-vino-viajas-publica-400/

800px-Ermida_sobre_a_Ribeira_Sacra

Pois com esta reportagem e outras duas publicadas neste mesmo mes de junho – stories sobre a inauguração da Cité du Vin, o maior museu do vinho do mundo em Bordeaux, França ( http://www.invinoviajas.com/2016/06/inauguracao-da-cite-du-vin-o-maior/), e o sucesso do Plano de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo http://www.invinoviajas.com/2016/06/conheca-o-plano-de-sustentabilidade-dos/ – “In Vino Viajas” bateu outro recorde: ultrapassou a faixa de 20.000 acessos em um mês. Pode parecer pouco, meu caro leitor ou leitora, mas 20 mil pessoas lendo sobre a defesa de um patrimônio cultural, a inauguração de um museu e o sucesso de um plano de sustentabilidade é muita gente! Até porque denúncias, sexo, sacanagens e besteiras é que são os assuntos que atraem a atenção dos leitores e tem grande acesso na internet. Fazendo jornalismo com compromisso “In Vino Viajas” está atraindo mais de 20 mil leitores por mes, é o oitavo blogue de vinhos mais acessado do Brasil e mantém um vetor de crescimento permanente desde 2012 – veja abaixo.

20.000 visualiza

Muitos blogueiros divulgam que tem milhares de acessos e ganham milhões de reais com isso, mas ninguém comprova. Tenho leitores em 134 paises e posso comprovar. E posso comprovar também o volume de acessos: há dois anos publico do lado direito da página Home uma coluna com um software que registra os acessos online ao blogue, no qual você pode ver a qualquer momento exatamente quem está acessando e da onde. Veja abaixo um exemplo.

Myanmar, 13-2-14

E por falar em acessos, entre 19/05/2015 e 21/07/2016  (387 dias) tive uma média diária de 5.130 acessos nas redes sociais, segundo o Google+ – veja os registros abaixo. Tudo documentado.

google, 19-5-15

google, 21-7-16

Apresento histórias verídicas, envolvendo seres humanos de verdade. E acho que isso é que tem conquistado o respeito de vinícolas, distribuidores, importadores, gestores de turismo e de pessoas que gostam de vinhos, de cultura, de viagens e de qualidade. Como com a familia da Dona Odete (foto abaixo), historia publicada em julho  http://www.invinoviajas.com/2016/07/conheca-dona-odete-chefe-de-uma-familia/ . Quero repetir aqui o que de fato me move e que escrevi pela primeira vez em junho de 2013, quando publiquei a matéria de número 100: “Se Deus me permite escrever aqui no “In Vino Viajas”, quero agradecer a você que me honra com a sua leitura, que me incentiva compartilhando com seus amigos, e me faz sentir mais humano e útil trazendo momentos de beleza, alegria e cultura; é para você que visito vinhedos, praças, campos, adegas, monumentos, ruas e calçadas pelo mundo.” 
RR com 3 mulheres

E para encerrar, repito o que publiquei em 2014, quando comemorei 200 reportagens publicadas no “In Vino Viajas”: meu querido leitor ou leitora, tenha a certeza de que todos os dias, nos textos e fotos que você vai encontrar aqui, estão a alegria de viver de um jornalista curioso e o agradecimento profundo de um ser humano a todos que o permitem ser feliz. Faço um brinde a isso: tim-tim!

(*) Rogerio Ruschel edita este blogue desde maio de 2012

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *