Conheça a oliveira com 2.856 anos, a árvore mais antiga de Portugal, que ainda produz olivas!

Tempo de leitura: 1 minuto

Por Rogerio Ruschel (*)
Meu prezado leitor ou leitora, mais de 800 anos antes de Jesus Cristo nascer, uma oliveira foi plantada por alguém que gostava de azeite – provavelmente por um soldado do Império Romano – em uma planície que hoje fica em Loures, um municipio cerca de 15 quilometros de Lisboa. A oliveira se chama “Portugal” e na verdade é anterior até mesmo a existência formal do país, que foi criado como Reino de Portugal, a partir do Condado Portucalense, em 1139.

Hoje a oliveira oliveira bravia é a última remanescente de um antigo olival próximo das ruínas do castelo de Pirescouxe no Bairro da Covina, Santa Iria de Azóia em Loures. De acordo com as medições técnicas, a oliveira tem um perímetro na base medindo 10,15 metros, uma altura que chega aos 4,40 metros e um diâmetro de copa que tem 7,60 por 8,40 metros. Para abraçá-la são necessários 5 homens.

Aliás, Portugal, tem também a azinheira com maior projeção de copa da Europa, em Lugar das Matas, Santarém; o carvalho mais antigo da Península Ibérica em Calvos, Braga, que tem 500 anos; e o eucalipto mais alto da Europa, com 72 metros, na Mata Nacional de Vale de Canas, Coimbra, que sobreviveu ao grande incêndio de 2005.

Conheça a videira mais antiga de Portugal aqui – http://www.invinoviajas.com/2015/09/conheca-videira-com-500-anos-da-quinta/

E o sobreiro mais antigo do mundo aqui – http://www.invinoviajas.com/2015/10/conheca-o-sobreiro-mais-velho-do-mundo/

(*) Rogerio Ruschel é editor de In vino Viajas baseado em São Paulo, Brasil, aprecia e respeita árvores – novas ou antigas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *