França vai ter uma Cidade do Vinho dedicada aos Climats da Borgonha, reconhecidos como um Patrimônio da Humanidade pela Unesco

Tempo de leitura: 3 minutos

Por Rogerio Ruschel

Meu prezado leitor ou leitora, a região da Borgonha, na França, começou a construção e vai inaugurar em 2019 mais uma “Cité des Vins” (cidade dos vinhos), na esteira do sucesso da que foi inaugurada em Bordeaux, em maio de 2016. O projeto da Borgonha será dedicado aos seus Climats e não será tão grandioso como o de Bordeuax que é um imenso museu do vinho na forma de um decanter com 55 metros de altura e 14.000 m2 de área, com 19 salas de exposição, levou 3 anos para ser construído e custou 81 milhões de Euros – veja na foto abaixo e no link http://www.invinoviajas.com/2016/06/inauguracao-da-cite-du-vin-o-maior/ 

Estiive na Borgonha em 2012 e conheci a bela cidade de Dijon e os Climats da região da Côte de Nuits, o que incluiu a visita a alguns vinhedos produtores de vinhos Grand Cru, na estrada entre Gevrey-Chambertin e Morey-St.Denis, como o da foto abaixo.

Os Climats são o conjunto de terroirs da Borgonha, reconhecidos em julho de 2015 pela Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, como um Patrimônio Imaterial da Humanidade. Os Climats são parcelas vitícolas rigorosamente delimitadas nas encostas da Côte de Nuite e Côte de Beaune, ao sul da cidade de Dijon, e diferem uns dos outros devido às condições específicas naturais, bem como os tipos de videira. Abaixo, fotos de Dijon.

Dijon
Dijon

Pois a Borgonha pretende inaugurar na cidade de Beaune – sua capital econômica, foto abaixo – uma Cidade do Vinho no primeiro semestre de 2019, e como a de Bordeaux, será um parque temático. Serão três espaços focados, evidentemente, no mundo dos “Vinhos de Borgonha” e seus Climats, dedicados à Descoberta, Intercâmbio e Convívio, que se propõem a ser “uma jornada que despertará todos os sentidos do visitante”!

O primeiro espaço é o pavilhão de boas-vindas que vai apresentar ao visitante os fundamentos do vinho na Borgonha como variedades de uvas, climas, denominações de origem, aromas e harmonização de vinhos com gastronomia. Será formatado como um portal para os vinhedos e vai permitir que o visitante crie seu próprio itinerário na região, de acordo com seus desejos: uma caminhada nas vinhas de Pinot Noir (foto abaixo), uma visita a uma adega ou um domínio, ou ainda um curso de vinificação.

A segunda área será o Pavillon de l’Ecole des Vins. A Cité des Vins de Bourgogne oferecerá workshops e cursos de capacitação para novatos ou especialistas, com muitas possibilidades, como um dia inteiro de descobertas e degustações, cursos de iniciação à degustação, harmonização de alimentos e vinhos, etc..

O Pavilhão Experiências é o terceiro, e se propõe a oferecer momentos divertidos, compartilhamento de experiências e criação. Os criadores do projeto querem propor que o visitante descubra de forma moderna, inteligente e brincalhona toda a cultura dos Climats no sentido amplo dos vinhos de Borgonha: sua história, suas tradições, suas características e suas práticas. O turista vai poder ver, tocar, sentir, provar.
Conheça a Borgonha aqui: http://www.invinoviajas.com/2012/05/experimentando-os-sabores-da-borgonha-e/

Conheça Dijon aqui: http://www.invinoviajas.com/2013/05/feira-livre-de-dijon-produtos-naturais/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *