Um mergulho nas belezas do Oceanário de Lisboa, eleito pela segunda vez o melhor do mundo

Tempo de leitura: 4 minutos

Por Rogerio Ruschel

Meu prezado leitor ou leitora, como você sabe, gosto de dar dicas interessantes de turismo de qualidade para leitores qualificados como você. Pois então anote esta: o Oceanário de Lisboa. Com 19 anos de existência e mais de 20 milhões de visitantes, é uma das muitas atrações turísticas de Lisboa que encanta visitantes de qualquer idade.

Estive lá em dezembro de 2016 e fiquei realmente impressionado. Considerado uma das atrações mais visitadas da Europa, o Oceanário de Lisboa recebe uma média anual de um milhão de visitantes de todo o mundo, e depois do Estádio da Luz (o moderno e estiloso estádio dos clubes de futebol Sport Lisboa e Benfica, inaugurado em 2003) é o lugar turístico mais visitado de Portugal.

Ele recebeu este título do portal de viagens TripAdvisor; no ano passado, o Oceanário de Lisboa foi visitado por turistas de mais de 180 nacionalidades que partilharam a sua experiência no site TripAdvisor, e das quase 29 mil avaliações feitas no portal, mais de 18 mil têm a classificação de “Excelente”. Concordo.

Localizado no encontro do rio Tejo com o oceano, na Doca dos Olivais, Parque das Nações (fotos abaixo), próximo da Ponte Vasco da Gama e do aeroporto, o Oceanário está em uma região próxima do centro de Lisboa e tem fácil acesso. O próprio Parque das Nações já merece a visita, porque além do Oceanário, sedia também o Pavilhão do Conhecimento, um centro de ciência viva que desafia a criativade das crianças e adolescentes – onde fui recebido por um simpático robô, como mostra a foto abaixo.

Além destes dois museus estão no Parque das Nações também o  Telecabine (foto abaixo), um teleférico que sobrevoa toda a região oferecendo vistas inesquecíveis de terra e do estuário do rio Tejo; o Casino Lisboa; o belo shopping center Centro Comercial Vasco da Gama; a Marina Parque das Nações, passseios por jardins e beira do rio e dezenas de restaurantes e lanchonetes.

Você pode chegar no Oceanário de Lisboa de ônibus, trens ou metrô (linha vermelha); as linhas de ônibus que vão até à Estação Oriente, a mais próxima ao Oceanário, são a 5, 25, 28, 44, 708, 750, 759, 782, 794. A visita é imperdivel porque são mais de 22 mil metros quadrados de área total e mais de 8 milhões de litros de água que preenchem 32 aquários que abrigam mais de 500 espécies diferentes de animais marinhos como os pinguins abaixo, aves, mamíferos e plantas.

Algumas espécies são raras ou difíceis de encontrar como o peixe-lua ou o cavalo-marinhbo (foto abaixo) e muitas raias. O Oceanário é um aquário público mas também uma instituição de pesquisa sobre Biologia marinha e Oceanografia que além de divertir os visitantes, realiza muitas pesquisas para ajudar na preservação de todo o ecossistema. E compartilha este conhecimento na forma de programas educativos para escolas e pesquisadores.

Aliás, as mensagens de preservação começam já no corredor de acesso, na forma de uma bela coleção de posteres desenvolvidos com ajuda da WWF, a ONG do ursinho panda, alguns deles que eu mostro abaixo.

Como em todo bom oceanário, no de Lisboa você vai se sentir no meio do oceano, especialmente no Aquário Central, que tem mais de 5 milhões de litros e que é a atração mais procurada porque revela raias, cavernas, recantos, bosques de algas (florestas submersas), colonias e recifes de corais multicoloridos com uma miríade de pequenos peixes coloridos. Este gigantesco aquário representa o Oceano Global, e você pode ver de peixes enormes como tubarões, barracudas, raias (ou cardume de mantas, como os portugueses as chamam) e atuns a pequenos peixes tropicais.

Quando estive lá soube que existem vários programas educacionais e o mais interessante me parece um que permite que crianças de escolas possam dormir em coklchonetes, na frente das vitrines do Aquário Central, para poder ver os cuidadores e tratadores dos animais em ação, durante a madrugada. Fico imaginando o cenário e tenho certeza de que nunca mais em sua vida esta criança vai esquecer esta aventura – e definitivamente vai ajudar a proteger o mar!Em cada época do ano há uma exposição diferente mas além de divertido é sempre uma experiência educativa porque o foco é mostrar as belezass de um ambiente que merece mais de responsabilidade social e conhecer o nosso planeta. O Oceanário pode ser visitado das 10h às 19h, mas recomendo comprar o seu ingresso antes pela internet – por exermplo, pela TicketBar – http://grupodicas.rgi.ticketbar.eu/pt/home/ . Os preços estão entre 10 e 15 Euros.

Enquanto não puder visitá-lo pessoalmente, conheça seus programas educacionais e outras atividades pelo site https://www.oceanario.pt/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *