Vem aí as 350 atrações do Dia do Vinho 2018 entre 18 de maio e 3 de junho em todo o Brasil

Tempo de leitura: 5 minutos

Texto e fotos da Assessoria de Imprensa do Ibravin

A cidade de Santa Maria, no Vale Central Gaúcho foi a anfitriã do lançamento oficial do Dia do Vinho 2018, Santa Maria (RS) na noite de 9 de maio de 2018, apresentando uma verdadeira prévia da programação que oferecerá mais de 350 opções de enoturismo espalhadas por 255 empreendimentos para se curtir simultaneamente no Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil, entre os dias 18 de maio e 3 de junho. Degustação de vinhos, espumantes e sucos de uva elaborados na região, ilhas de gastronomia variada, food trucks, exposição histórico, mostra de produtos e artistas locais embalados por música ao vivo no gramado do Hotel Dom Rafael Cerrito, um antigo seminário marista convertido em centro de eventos.

Com esta gama de atrações, cerca de 50 convidados, entre representantes da iniciativa privada, poder público e jornalistas, tiveram uma ideia do que será oferecido por mais de 255 empreendimentos. A programação completa no próprio Vale Central, na Serra Gaúcha – Região Uva e Vinho, na Campanha Gaúcha, no Roteiro de São Roque (SP) e no Vale do Rio São Francisco (entre Bahia e Pernambuco) pode ser consultada em http://diadovinho.com.br/.

“Hoje os vinhos brasileiros são reconhecidos no mundo inteiro. Reunimos esforços de todos, como os grãos de um cacho de uva, para realizar este grande trabalho aqui em Santa Maria. É um prazer gigantesco recebê-los todos aqui, no coração do Rio Grande”, discursou o prefeito municipal Jorge Pozzobom, que lembrou da infância acompanhando o pai, distribuidor de vinhos, pelos arredores de Santa Maria.

O chefe do executivo ainda saudou a atuação do coordenador da organização do Dia do Vinho no Vale Central, Emerson Nereu. O empreendedor também é um dos integrantes do Comitê Organizador geral do evento, que esteve representado na solenidade pela secretária de Turismo de Flores da Cunha, Fátima Onzi, o secretário de Turismo de Veranópolis, Antônio Chiaradia, a secretaria adjunta de Turismo de Bento Gonçalves, Cátia Pozzebon Sozo, e a diretora de Turismo de Farroupilha, Siana Rissi.

Já o presidente da Associação dos Vitivinicultores do Vale Central Gaúcho – Vinhos do Coração do Rio Grande manifestou grande orgulho por receber o lançamento do Dia do Vinho 2018 no momento em que a entidade, que já vinha se estruturando há cerca de dois anos, representando sete vinícolas de cinco municípios, completa sete meses de atividade oficial. “Gostaria que conseguíssemos estimular muito mais a produção de uvas viníferas em nossa região. O terroir do Vale Central oferece condições para produzirmos vinhos de boa qualidade, com características únicas, diferentes dos outros polos do Estado e do país”, conclamou Carlos Eugênio Daudt.

Desenvolvimento, expressão cultural e benefícios para a saúde
Para o diretor técnico do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), uma das entidades organizadoras do Dia do Vinho, Leocir Bottega, a iniciativa exerce papel fundamental como indutora de desenvolvimento econômico e social nas regiões participantes e para o crescimento no consumo de vinho no Brasil. “No caso do Rio Grande do Sul, em particular, mais do que uma atividade econômica, a produção vitivinícola é uma expressão cultural. O Estado tem hoje mais de 15 mil propriedades vitícolas registradas, a grande maioria, de pequenos produtores familiares”, observou.
Bottega destacou o significado da inclusão das micro e pequenas vinícolas no  sistema de tributação Simples Nacional e a regulamentação do vinho colonial – ambos importantes estímulos para o enoturismo nas pequenas comunidades do interior. “Além disso, também já são amplamente conhecidos os benefícios do consumo de vinho e do suco de uva para o coração”, completou.

A diretora executiva do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) Região Uva e Vinho, Márcia Ferronato, abriu as apresentações da noite propondo uma nova perspectiva para o Dia do Vinho – que tem a entidade também como organizadora. “Mais do que um evento, hoje o Dia do Vinho é um movimento. É uma ação integrada que acolhe todas as pessoas engajadas no mundo do vinho, da gastronomia e da hotelaria e interessadas em contribuir para o crescimento do enoturismo no Brasil.

O objetivo é fomentar os negócios em torno do enoturismo e o aumento do consumo do vinho no país, pois são setores importantes da economia, responsáveis pela geração de muitos empregos e de renda”, concluiu. O Dia do Vinho é realizado pelo Ibravin, por meio do projeto Vinhos do Brasil, Seapi-RS, e Segh – Região Uva e Vinho, como resultado do Projeto Eventos Integrados e Integradores – reinterpretação da concepção de evento, fomentado pelo Ministério do Turismo. A lei que instituiu o Dia do Vinho no Rio Grande do Sul no primeiro domingo de junho de cada ano foi promulgada em 12 de dezembro de 2003. O projeto partiu do então deputado estadual Iradir Pietroski.A edição 2018 tem o apoio das prefeituras municipais de Antônio Prado, Bento Gonçalves, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira, Veranópolis e Vila Flores, além da Associação de Turismo da Serra Nordeste (Atuaserra), Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur), Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin), Associação de Produtores de Vinhos  Finos da Campanha Gaúcha, Associação dos Produtores de Vinhos de Pinto Bandeira (Asprovinho), Associação dos Vitivinicultores do Vale Central Gaúcho (Vinhos do Coração do Rio Grande), Roteiro do Vinho de São Roque (SP), Sindicato da Indústria do Vinho de São Roque (Sindusvinho São Roque) e Vinho VASF – Instituto do Vinho Vale do São Francisco. O patrocínio é de Oxford, Strauss e Sebrae.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *