Uruguai leva as festas juninas para dentro das vinícolas: é o enoturismo com los Fuegos de San Juan

Tempo de leitura: 2 minutos

Por Rogerio Ruschel

Meu prezado leitor ou leitora, no Brasil as festas juninas são comemoradas durante quase todo o mês de Junho (com o friozinho do inverno) em todo o país, mas especialmente no Nordeste, onde mobilizam milhões de pessoas, durante vários dias, em dezenas de cidades com música, alegria, comidas típicas e bebidas. As festas juninas também são comemoradas em várias outras regiões do Brasil, em escolas, comunidades católicas, bairros, associações comunitárias e também nas ruas.

As festas são dedicadas (ou feitas em homenagem de) São João, Santo Antônio (o casamenteiro) e São Pedro, e como o mês de Junho no Brasil é a época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e salgados relacionados às festividades, é feita com milho como pamonha, curau, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca e bolo de milho, complementados por cachorro-quente, churrasquinho-de-gato, maria-mole, doce de abóbora, batata doce assada, pão de batata, pastéis juninos e outras delícias da chamada comida de rua.

Dança-se forró, músicas chamadas “caipiras” e músicas de raiz folclórica, bastante animadas. E o que se bebe? Quentão (bebida feita com gengibre, pinga e canela), vinho quente, suco de milho verde, refrigerantes e cerveja. Em alguns lugares se bebe também vinho – vinho de mesa, aquele vinho delicioso vneidod em garrafões e que sofre precocnceito da elite que gosta muito dele mas não confessa.

Pois os uruguaios levaram as festas juninas, os Fuegos de San Juan, para dentro das vinícolas, incorporando a alegria as outras alegrias proporcionadas pelo enoturismo. Durante o fim de semana de 22 e 23 de Junho, uma dúzia de vinícolas irá acender fogueiras em comemoração à tradicional Noche de San Juan, um evento rico em histórias, rituais e momentos pitorescos.

Em junho no Uruguai também é o mês do Tannat e do Cordeiro, a combinaçãoo imbatível dos hermanos uruguaios, que associa um dos melhores vinhos tintos de identidade territorial do mundo com outro produto com forte identidade uruguaia: o cordeiro assado. Não dá vontade de pegar um avião e ir ao Uruguai? Dá, sim…

Conheça a programação aqui: http://www.bodegasdeluruguay.com.uy/enoturismo/leer/los_fuegos_de_san_juan_cerraran_un_junio_de_fuerte_actividad_enoturistica

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *