Muita alegria e 2 mil anos de tradição esperam os visitantes nas festas da Abertura das Talhas e da Vitifrades, na Vidigueira, Alentejo, Portugal.

Tempo de leitura: 8 minutos

EXCLUSIVO – Entrevista com Luis Amado, ex-Presidente da Junta, vinicultor e  empresário de turismo de Vila de Frades.

Meu estimado leitor ou leitora, vou ajudá-lo a descobrir um precioso segredo que a aldeia de Vila de Frades, no Concelho (município) de Vidigueira, Alentejo, em Portugal, mantém preservado por 2.000 anos: o Vinho da Talha. É um segredo porque o vinho de talha que ainda é produzido como os romanos o faziam quando habitavam esta região da Peninsula Ibérica, só existe aqui. E é precioso porque se trata de um vinho fresco, saudável, com potente identidade territorial e por isso mesmo com muita agregação de valor, razão pela qual está na moda na Europa. Na foto de abertura, a alegria da abertura das talhas em uma das adegas familiares da região.

Vem comigo. E vou ajudá-lo a viver as duas melhores experiências turísticas que cercam o vinho de talha, em locais com o Selo Clean & Safe do Covid-19: o ritual festivo da Abertura das Talhas e a Vitifrades, a grande Festa do Vinho de Talha. Estes são eventos que integram o patrimônio cultural do vinho de talha que está sendo inscrito no Inventário Nacional do Patrimônio Cultural e Imaterial de Portugal e futuramente será candidato na Lista do Patrimônio Cultural e Imaterial da Humanidade da Unesco.

Os leitores de In Vino Viajas sabem que gosto deste vinho e admiro o contexto cultural e patrimonial em que ele está inserido, razão pela qual tenho publicado vários artigos sobre o tema, cujos links você encontra no final desta entrevista. Para que você possa conhecer esta experiência como um turista privilegiado, entrevistei Luís José Roque Amado, produtor de vinho de talha em Vila de Frades e também diretor da Janelas do Turismo, agência de turismo. Presidente da Junta de Freguesia de Vila de Frades por três mandatos, Luis Amado foi também vereador de Vidigueira por quatro mandatos. Com a palavra, Luis Amado, o cidadão da foto abaixo.

In Vino Viajas – Existe alguma estimativa sobre o volume de produção de vinho de talha no Alentejo?

Luis Amado – A produção de vinho de talha divide-se em três gavetas diferenciadas, a primeira, dos produtores que nas suas adegas o produzem para consumo próprio e com amigos, numa vertente mais social; a segunda, dos produtores que com as suas adegas abertas vendem o vinho a garrafão, como aliás sempre foi costume; e a terceira, os produtores que já têm marca e vinho certificado e com rótulo próprio. Estes últimos, a estimativa de produção é calculada, já nos anteriores não é possível, porque depende muito das colheitas, e da vontade própria de cada um, por isso é muito variável.

In Vino Viajas – O que é a Abertura das Talhas e a celebração Vitifrades, as Festas Báquicas? É sempre na segunda quinzena de dezembro?

Luis Amado – A Abertura das Talhas é um ritual, ou costume popular que visa assinalar o vinho novo, o vinho de talha desse ano, que cada produtor ostenta com orgulho e assinala abrindo as talhas normalmente por altura do São Martinho, dia 11 de novembro, convidando amigos e brindando. Já a Vitifrades é a Grande Festa do Vinho de Talha e realiza-se em Vila de Frades há vinte e dois anos, realizando-se normalmente no segundo fim de semana de dezembro. O vinho de talha é servidom copos, como mostra a foto abaixo.

In Vino Viajas – Estas festas estão consideradas na calendário promocional do Turismo de Vidigueira, do Alentejo e do Turismo de Portugal?

Luis Amado – A Abertura das Talhas é um evento lançado e promovido pelas Janelas do Turismo há três anos, que tem tido como foco algumas adegas de Vila de Frades, com um programa cultural, provas de vinhos, petiscos e cante alentejano, mas só este ano irá integrar os canais de promoção do Turismo do Alentejo e do Turismo de Portugal, já que localmente tem sido muito difícil e é trabalhar mais por conta própria e sem os apoios necessários, mas com o tempo iremos fazer crescer o evento e coloca-lo em todos os calendários.

Já as Festas Báquicas, a Vitifrades, pela sua longevidade e enraizamento local é só por si uma fonte de referência e calendarizada na promoção dos eventos locais, embora eu ache que ainda um pouco ofuscada, atendendo à dimensão e importância do certame.

In Vino Viajas – Quais são as experiências e vivências dos quais os turistas podem participar?

Luis Amado – Além dos eventos que anteriormente foram mencionados, como a Abertura das Talhas e a Vitifrades, que já atraem muita gente a este território, o vinho de talha, a história e a tradição que está ligada ao seu processo de vinificação é só por si um veículo de chamamento e atrativo ao turista.

O facto de se proporcionarem momentos em pequenas adegas típicas, bebendo o vinho aparado da talha, ouvindo o próprio produtor a contar como produziu o seu vinho, a provar as melhores iguarias alentejanas, como uma linguiça caseira assada, umas azeitonas pisadas temperadas com orégãos e com pão da Vidigueira ainda cozido em forno de lenha, é um prazer que estas gentes não abdicam e que gostam de abrir a sua adega e por a melhor mesa para que os visita.

In Vino Viajas – Os turistas podem participar como jurados em concurso de vinhos de talha?

Luis Amado – Não. O concurso dos melhores vinhos de talha promovido pela Vitifrades já leva vinte e dois anos, abrangendo a região vitivinícola de Vidigueira, Cuba e Alvito e é o único concurso de vinhos de talha em todo o país. No mesmo participam todos os produtores que levam a concurso os seus vinhos em três categorias, o branco, o tinto e o palhete (rosé), ou petroleiro, como era vulgarmente conhecido esse vinho em Vila de Frades.

O concurso divide-se entre os três primeiros prémios e as menções honrosas e tem como jurados a organização do evento, alguns especialistas ligados aos vinhos, e todos os anos é escolhido um produtor local que daí constituem o júri numa prova cega que dá origem à atribuição dos prémios, que é um dos momentos altos da Feira e motiva aqueles que produzem vinho de talha.

In Vino Viajas – Existem pacotes turísticos organizados para esses eventos? A Janelas do Turismo organiza visitas de grupos a Vitifrades, saindo de Lisboa nesta época festiva?

Luis Amado – Sim, existem, muitos e variados programas durante o período do vinho de talha, entre novembro e janeiro, mas a Vitifrades, a Grande Festa do Vinho de Talha é promovida pela Associação de Desenvolvimento Local Vitifrades, que através da sua direção e promove o certame em dezembro.

 Já a Abertura das Talhas, é a agência Janelas do Turismo que promove, como atrás referi. Mas para os dois eventos, e restante época do vinho de talha, temos pacotes turísticos que vão brevemente ser apresentados através da nossa página de Facebook e que visam levar os grupos a conhecer a essência das adegas, os produtores e a diversidade dos vinhos de talha, sendo que a Abertura das Talhas, não é um evento de Feira, mas sim, um evento que permite uma rota vinhateira e turística pelas terras que ainda mantém viva a tradição deste vinhos.

In Vino Viajas – Qual a capacidade de recepção de alojamentos de Vila de Frades e na região?

Luis Amado – A capacidade de alojamento não é muito grande, mas no meu entender é suficiente, estendendo-se por Vila de Frades, Vidigueira, Cuba e Beja, sendo a mesma dividida entre os Hotéis e alojamentos locais, que permitem receber e alojar os turistas em ambientes distintos, tanto urbanos, assim como rurais, nalguns casos, com outras atividades lúdicas associadas ao período de estadia em Portugal.

In Vino Viajas – Quais as atrações complementares na região para um turista que venha de bem longe, como do Brasil? A Janelas do Turismo tem um pacote para este tipo de turista?

Luis Amado – Sem dúvida, nós temos esquematizados programas tanto para o visitante ocasional, como para o turista que vem por exemplo do Brasil. A região Alentejo é muito fértil em ofertas, que vai desde o vinho, como dos produtos locais de excelência, como o pão, os queijos de cabra e ovelha, os enchidos, o mel, o azeite e muitos outros. A gastronomia alentejana, a Villa Romana mais bem conservada do Mundo, São Cucufate, as figuras históricas de Vasco da Gama ou Cristóvão Colombo, que estão aqui separadas apenas por dez quilómetros de Vidigueira a Cuba, as paisagens vinhateiras, as aldeias históricas, o branco do casario, o cante alentejano, o dialeto alentejano e os passeios de barco no Grande Lago de Alqueva, o Maior Lago Artificial da Europa, fazem deste território, um destino predileto.

Brindo a isso. Na foto abaixo, Vila de Frades onde você pode brindar a isso.

Saiba mais sobre o vinho de talha:

Candidatura do vinho de talha à Unesco: http://www.invinoviajas.com/2018/03/exclusivo-concelho-de-vidigueira/ 

Rota turística do Vinho de Talha: http://www.invinoviajas.com/2019/05/vinho-de-talha/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *