Cultura, arte e alegria num carrossel de Florença

Tempo de leitura: 2 minutos

 

Por Rogerio Ruschel (*)

Em abril de 2012 estava em Florença e encontrei numa praça (Piazza de la Republica, veja abaixo) um belíssimo carrossel. Meu lado criança imediatamente me obrigou a andar nele, mas tive paciência e voltei ao local no fim da tarde para fotografá-lo com as lâmpadas acesas e também porque como tinha almoçado tarde e bebido uma (ou duas?) garrafas de Chianti, poderia enjoar.

 

Segundo o que consegui descobrir com um funcionário, se tratava de um equipamento produzido na metade do século XX na Itália e se chamava “L’antica giostra della Famiglia Piccini”. Uma verdadeira obra de arte lúdica, com grandes ilustrações, arabescos, cadeiras e cavalinhos de madeira maravilhosos.

Carrosséis são antigas criações de lazer popular e existem em praticamente todos os continentes. São conhecidos por carrousel em frances, carosello ou giostraem italiano; carosella em espanhol e merry-go-round em ingles – veja, embaixo, um exemplar ingles ainda funcionando no Convent Garden de Londres.

 

Na Europa e nos Estados Unidos alguns equipamentos antigos receberam tratamento de obra de arte e são guardados com respeito e até mesmo tombados como patrimônio, como este abaixo de Kenywood, de construção norte-americana.

 

Embora o objetivo básico seja divertir as crianças (e adultos), pesquisadores e historiadores nos informam três coisas curiosas sobre carrosséis: 1) o primeiro registro da existência de um carrossel destes é um baixo-relevo bizantino com cerca de 500 anos Antes de Cristo;

 

2) carrosséis foram utilizados como parte do treinamento de soldados das cavalarias turca e árabe no século XII; e 3)  na Europa os carrosséis giram no sentido horário e nos Estados Unidos eles andam quase sempre no sentido anti-horário – isto como cultura inútil é simplesmente maravilhoso.

 

De qualquer maneira os mais bonitos são franceses e italianos. Os mais antigos na Europa datam do século XVI e eram utilizados para enfeitar palácios e áreas imperiais ou entreter convidados em eventos da corte como casamentos ou recepções a visitantes de outros paises. O primeiro carrossel frances instalado em Paris data de 1605 – e certamente deve ter inspirado o modelo abaixo, do século XX.

 

Os Medicis – a rica familia de banqueiros e comerciantes que comandou a cidade de Florença e a Toscana quase que ininterruptamente entre 1434 e 1737 – construiram vários exemplares que foram registrados, mas que não sobreviveram ao tempo.

 

Não sei muito mais sobre carrosséis, mas meu lado criança se divertiu muito com este em Florença e por isso compartilho com você. 
Este post é uma homenagem a meu sobrinho Felipe Boni, morador de Florença, que me ajudou a entender a cidade.
 
Conheça também o histórico carroussel da Praça da República de Lyon, França em

(*) Rogerio Ruschel – rogerio@ruscheleassociados.com.br  – é turista inveterado, jornalista e consultor especializado em sustentabilidade. E respeita seu lado criança.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *