Sapos, frangos e vacas em placas de restaurantes franceses

Tempo de leitura: 1 minuto

 

Por Rogerio Ruschel (*)
Como meu post publicado em maio sobre “Criatividade e beleza na comunicação visual do turismo em Praga” fez muito sucesso, estou fazendo outro parecido. Assim, enquanto bebericamos uma taça de vinho, você e eu, podemos apreciar algumas coisas bonitas ou curiosas.

 

Repito o que já disse aqui: uma das minhas manias como jornalista de turismo é fotografar placas de bares, restaurantes e similares. Vejo arte em muitas destas placas de comunicação visual nas ruas – e mesmo se isso não for considerada arte de primeira grandeza, deve ser respeitada porque é a manifestação cultural de um povo. 

 

Neste post estou reunindo algumas placas que encontrei em território frances: em Gruyére, Bordeaux e Lyon. Como todos sabem, Bordeaux é considerado o melhor lugar do mundo para beber vinhos (locais) e Lyon é tido, pelos próprios franceses, como a Meca da gastronomia. 

 

Não sei se é, mas sempre comi muito bem lá, embora eu freqüente restaurantes mais simples e menos estrelados.

 

De qualquer maneira o objetivo deste post é mostrar estas alternativas de arte, só para comparar com o que encontrarmos aqui em nosso pais. Dizem que o Brasil é muito criativo e colorido, mas não é sempre que se vê comunicação visual tão interessante quanto estas, concorda?
 

Um brinde a isso, caro leitor.

(*) Rogério Ruschel rruschel@uol.com.br– é jornalista de turismo e consultor especializado em sustentabilidade e quando não resiste a placas como essas, paga a conta ele mesmo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *