Segundo Salão de Enoturismo do Festuris mostra 14 roteiros do vinho no Rio Grande do Sul

Tempo de leitura: 4 minutos

 

Por Martha Caus (*)
A força e a diversidade do enoturismo no Rio Grande do Sul foram destaques na 25ª edição do Festival de Turismo de Gramado (Festuris), realizado dias 8 e 9 de novembro de 2013. Distribuídos em um estande de 193m², e agrupados na área destinada ao 2º Salão de Enoturismo, 14 roteiros de três diferentes regiões do Estado do Rio Grande do Sul apresentaram suas atrações aos mais de 14 mil visitantes que circularam pelo Festuris.

 

“O espaço se manteve lotado todos os dias da feira, e agradou tanto o público como os próprios expositores. Neste último caso, tanto pelo interesse demonstrado pelos visitantes como pela qualidade dos contatos feitos”, observa a coordenadora do Projeto Enoturismo RS, Janine Basso Lisboa. Na triagem dos visitantes, cerca de 75% dos contatos registrados foram de profissionais de operadoras, agências de turismo e guias, ou de profissionais de empresas ligadas a serviços da atividade como hotéis e restaurantes. Além destes, o espaço foi visitado por órgãos governamentais, associações ligadas ao turismo, imprensa e instituições de ensino. Abaixo, casa de imigrantes no roteiro Caminhos de Pedra.
Outra novidade do espaço foi a representação de experiências que os turistas vivenciam durante os passeios, como a degustação de vinhos, a produção de geleias, enoterapia, apreciação da paisagem e a colheita da uva.

A secretária de Turismo do estado do Rio Grande do Sul, Abgail Pereira, em seu discurso na abertura do Festival, destacou o crescimento do turismo na economia gaúcha. Segundo ela, a atividade representou, em 2012, 6% do PIB do estado, ante os 3,6% registrados em 2009. No Brasil, o turismo movimentou $ 170 milhões no ano passado, o que corresponde a 3,7% do PIB. A média mundial de participação do turismo na economia é de 8,9%. “O estado do RS tem números superiores à média nacional, mas temos um espaço para crescer ainda mais, e o Enoturismo tem uma contribuição importante neste resultado, com potencial para desenvolvimento ainda maior”, avalia.

 

A mestra em Turismo, Ivane Fávero, destaca a relevância que este segmento de turismo atingiu nos últimos anos: “Hoje estamos entre os principais destinos de enoturismo do mundo. O Rio Grande do Sul não é competitivo em praia, mas nos diferenciamos e somos referencia em roteiros ligados ao universo da uva e do vinho”. Embasando a argumentação da especialista, a revista americana Wine Enthusiast elegeu o Vale dos Vinhedos, localizado na Serra Gaúcha, entre os 10 mais importantes destinos atuais de enoturismo. Leia sobre isso aqui – http://invinoviajas.blogspot.com.br/2013/01/serra-gaucha-e-um-dos-10-melhores.html

 

O diretor técnico do Ibravin, Leocir Botega, afirma que o turismo ligado ao mundo do vinho vai além dos passeios pelos parreirais e consumo dos produtos nas vinícolas. “Ele agrega a questão cultural dos lugares e das pessoas em que é desenvolvido, envolve a gastronomia, a história, a paisagem, enfim, diversos aspectos que fazem com que seja uma das principais atrações do nosso estado”.

Além de destinos já reconhecidos como Vale dos Vinhedos, que apresentou um aumento de 315% no fluxo de turistas nos últimos dez anos, a edição deste ano do Salão apresentou os novos roteiros Caminho do Moscatel, em Farroupilha, e Compassos da Mérica, Mérica, Flores da Cunha. O estande foi coordenado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), em parceria com o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares – Região Uva e Vinho (SHRBS) e apoio das secretarias de Turismo (Setur) e de Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa) do Estado do Rio Grande do Sul.

 

Roteiros presentes no 2º Salão de Enoturismo:
Região da Campanha
Região do Alto Uruguai
Região da Serra
– Estrada do Sabor (Garibaldi)
– Rota dos Espumantes (Garibaldi)
– Vale dos Vinhedos (Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul)
– Rota das Cantinas Históricas (Bento Gonçalves)
– Caminhos de Pedra (Bento Gonçalves)
– Vinhos de Pinto Bandeira (Pinto Bandeira)
– Termas e Longevidade (Protásio Alves, Nova Prata, Vila Flores, Veranópolis e Cotiporã)
– Caminhos da Colônia (Caxias do Sul)
– Caminho do Moscatel (Farroupilha)
– Compassos da Mérica, Mérica (Flores da Cunha)
– Vinhos dos Altos Montes (Flores da Cunha e Nova Pádua)
– Vinhos do Vale do Rio das Antas

 

Contatos registrados no evento:
– Agências de turismo, operadores e guias: 310
– Empresas ligadas ao turismo (como hotéis e restaurantes entre outros): 148
– Órgãos governamentais e associações ligadas ao turismo: 76
– Imprensa: 50
– Instituições de ensino: 76
Veja vários posts sobre Bento Gonçlaves e a Serra Gaucha no In Vino Viajas. Acesse https://www.invinoviajas.com/ e digite Bento Gonçalves no local de Pesquisa, logo abaixo da barra verde com o nome do blog.
(*) Martha Caus é jornalista da assessoria de imprensa do Ibravin – Instituto Brasileiro do Vinho. Fotos assessoria e serviços de turismo de Bento Gonçalves

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *