#indicação geográfica

Os segredos da maçã Fuji de São Joaquim: o frio do terroir, o pingo de mel, a crocância e a suculência

Os segredos da maçã Fuji de São Joaquim: o frio do terroir, o pingo de mel, a crocância e a suculência

8 minutos Por Rogerio Ruschel Entrevista Exclusiva com Leonice Santos Lages, gestora da Indicação Geográfica Maçã Fuji da Região de São Joaquim Meu prezado leitor ou leitora, o Brasil produz uma maçã com uma Indicação Geográfica (IG), a única que você vai encontrar no mercado: trata-se da Maçã Fuji da Região de São Joaquim que se destaca por suas características únicas de cor, formato e sabor. Produzida a umaelevada altitude da região delimitada pela IG (acima de 1100 metros), encontrou em  Santa Catarina um Continue lendo

Conheça 5 indicações geográficas com milhares de anos, do tempo em que ainda nem existiam Indicações Geográficas

Conheça 5 indicações geográficas com milhares de anos, do tempo em que ainda nem existiam Indicações Geográficas

6 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, o conceito da Indicação Geográfica – IG como diferenciadora de produtos de qualidade foi sendo construído ao longo da história, e a ideia de sua proteção legal como uma propriedade industrial surgiu quando se percebeu que alguns produtos oriundos de determinadas áreas geográficas apresentavam características específicas, atribuíveis à sua origem, e que precisavam de proteção contra copiadores que não tinham a mesma qualidade do original. O Vinho do Porto (1870), é a primeira IG Continue lendo

Vinho de Bituruna, a Indicação Geográfica paranense de cor dourada e aroma tropical das uvas Casca Dura

Vinho de Bituruna, a Indicação Geográfica paranense de cor dourada e aroma tropical das uvas Casca Dura

15 minutos Por Rogerio Ruschel, com a Agência Estadual de Notícias do Paraná Meus prezados amigos e amigas, sempre que se fala em imigração italiana, a maioria das pessoas se lembra da serra gaúcha, o que está correto, mas Imigrantes italianos que chegavam ao país por São Paulo ou Rio de Janeiro foram sendo encaminhados para o Espiritio Santo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná. O Paraná recebeu outro fluxo migratório 50 anos depois, quando famílias de descendentes de italianos Continue lendo

Produtores de cafés com Indicação Geográfica (IG) do Brasil se unem para transformar em realidade os benefícios da certificação

Produtores de cafés com Indicação Geográfica (IG) do Brasil se unem para transformar em realidade os benefícios da certificação

6 minutos Imagem do site da Nugap Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, uma excelente notícia: as associações gestoras de cafés com Indicação Geográfica (IG) do Brasil vão ampliar o trabalho em conjunto para fortalecer o associativismo e promover ações de marketing e comunicação para explicar para os consumidores brasileiros porque produtos com origem controlada como os que têm IGs são melhores. Com isso pretendem fazer o que se faz no mundo civilizado: agregar valor de venda e margem de lucro na Continue lendo

Como produtos brasileiros com Indicação Geográfica e a Abrig podem aproveitar a eleição do novo presidente argentino?

Como produtos brasileiros com Indicação Geográfica e a Abrig podem aproveitar a eleição do novo presidente argentino?

3 minutos Por Rogerio Ruschel São Paulo, 20 de novembro de 2023. Meu querido leitor ou leitora, ao que parece a eleição de um ultraliberal extremista de direita com ideias “diferenciadas” como presidente da Argentina, pode perturbar o desenvolvimento da agricultura familiar no Brasil – e de maneira específica, afetar o desempenho dos produtos com Indicação Geográfica. Para pior ou para melhor – mas pode ser para melhor, se soubermos entender e aproveitar a oportunidade. Explico porque. Como se sabe, o acordo comercial entre Continue lendo