Identidade Territorial

Enoturismo leva turistas para a Serra Catarinense o ano inteiro

Enoturismo leva turistas para a Serra Catarinense o ano inteiro

3 minutos Subir a serra catarinense para degustar gastronomia e vinhos se tornou um roteiro turístico popular Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, o turismo de qualidade é aquele com o qual o visitante não apenas conhece um destino, um local, mas vivencia alguma coisa nova relacionada a um atrativo e cresce com isso. Esta é uma expressão conteporânea do turismo, e geralmente é realizada no contexto do turismo de identidade (ou turismo com origem), aquele que é desenvolvido baseado em um Continue lendo

Vinícola Almadén, do Grupo Miolo, inaugura estrutura de enoturismo inovadora na fronteira com o Uruguai

Vinícola Almadén, do Grupo Miolo, inaugura estrutura de enoturismo inovadora na fronteira com o Uruguai

3 minutos Por Rogerio Ruschel Meu caro leitor ou leitora, se você gosta de vinhos ou estiver na região da campanha gaúcha vai poder conhecer o mais novo e moderno centro de enoturismo do Brasil: o Roteiro Enoturístico Almadén, em Santana do Livramento – na fronteira do Brasil com o Uruguai – um investimento de R$ 3 milhões do proprietário da Vinícola Almadén, o Miolo Wine Group. O objetivo é atrair cerca de 100 mil visitantes por ano, e para tanto a estrutura inclui Continue lendo

Como utilizar a identidade territorial como estratégia de marketing vencedora para produtos locais

Como utilizar a identidade territorial como estratégia de marketing vencedora para produtos locais

6 minutos Por Rogerio Ruschel * O potencial de agregação de valor de produtos locais está atraindo corporações como Ambev, Pão de Açucar, Três Corações, Sadia, Carrefour e organizações como CNI e GIFE. Uma revolução silenciosa mas de enorme importância para nossa economia está acontecendo em paralelo à pandemia do coronavirus: a crescente utilização de ferramentas globais de marketing para valorizar a identidade e a origem de produtos locais, pequenos e caipiras. Estes produtos, como agroalimentos da agricultura familiar, extrativismo, pequenas indústrias locais e Continue lendo

“Laranjas da Região de Tanguá” é a 100a. Indicação Geográfica do Brasil e se torna a primeira laranja gourmet do país

“Laranjas da Região de Tanguá” é a 100a. Indicação Geográfica do Brasil e se torna a primeira laranja gourmet do país

8 minutos Por Rogerio Ruschel, com informações da Embrapa Meu caro leitor ou leitora, se São Paulo é um gigantesco exportador de suco de laranja como commodity, o Rio de Janeiro vai vender as “Laranjas da Região de Tanguá”, como produtos gourmet porque são as únicas com uma Indicação Geográfica (IG) do Brasil – e logo com o melhor certificado que poderia obter, uma Denominação de Origem – DO. Pois é: o Rio de Janeiro que é apenas o 12º maior produtor de laranja Continue lendo

Benefícios gerados pela preferência por produtos locais, de proximidade, da comunidade: o exemplo dos vinhos da Espanha

Benefícios gerados pela preferência por produtos locais, de proximidade, da comunidade: o exemplo dos vinhos da Espanha

4 minutos Texto de Vilma Delgado, editado por Rogerio Ruschel Meu caro leitor ou leitora, é importante transmitir esta mensagem: são muitos os benefícios de preferir locais ou regionais para comprar. Vilma Delgado, conhecida articulista espanhola escreveu este artigo no portal Vinetur em maio/2022 e o estou traduzindo livremente para meus leitores. Boa leitura. “O comportamento do consumidor mudou. Acima de tudo, após a pandemia, a sociedade está exigindo cada vez mais um consumo mais sustentável e responsável. Os produtos de proximidade (também chamados Continue lendo

Universidade de Barcelona cria sistema para autenticar a origem de azeites de oliva e proteger produtos certificados

Universidade de Barcelona cria sistema para autenticar a origem de azeites de oliva e proteger produtos certificados

2 minutos Por Rogerio Ruschel Prezado leitor ou leitora, se você ainda tem dúvida sobre o valor comercial da valorização da origem e identidade em produtos de alto valor agregado, anote esta: pesquisadores da Espanha desenvolveram um sistema para identificar os tipos de azeitonas usadas e de onde procede determinado azeite de oliva, em qualquer nível: local, regional ou internacional. O objetivo é óbvio: garantir a qualidade e tradição de produtos ligados a determinado território e prevenir fraudes em certificação de azeites, porque isso Continue lendo

Bahia investe R$ 2,9 bilhões em produtos da agricultura familiar com origem e identidade

Bahia investe R$ 2,9 bilhões em produtos da agricultura familiar com origem e identidade

3 minutos Por Rogero Ruschel Prezado leitor ou leitora, veja como os baianos que amam e cultivam sua cultura, estão investindo também em seus produtos da agricultura familiar com origem. A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR) do Estado da Bahia criou uma Caravana Parceria Mais Forte Juntos para Alimentar a Bahia, que vai percorrer o que os organizadores chamam de “os 27 territórios de identidade da Bahia”, para apresentar o que vem sendo feito para incentivar produtos da agricultura familiar com investimentos de Continue lendo

Museu homenageia o carreiro Quim Costa em São Bento do Sapucaí e vira atração turística na Serra da Mantiqueira

Museu homenageia o carreiro Quim Costa em São Bento do Sapucaí e vira atração turística na Serra da Mantiqueira

8 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, há 12 anos aqui no In Vino Viajas eu conto histórias que valorizam patrimônios comunitários. A história de hoje é sobre como uma família e amigos criaram um museu para resgatar a importância histórica e cultural de uma atividade “caipira” e preservar a memória de um pioneiro e transformaram tudo isso em uma atração turística inovadora, educativa e diferenciada no interior do estado de São Paulo. Vem comigo conhecer o Museu do Carro de Continue lendo

Produtos locais já são 77% das compras de distribuidores e varejistas na Catalunha

Produtos locais já são 77% das compras de distribuidores e varejistas na Catalunha

6 minutos Por Rogerio Ruschel Prezado leitor ou leitora, uma pesquisa recente na Espanha mostrou que produtos locais representam 77,6% das compras realizadas pelos distribuidores e varejistas, e a razão é simples: a preferência por produtos locais pelos consumidores aumenta cada vez mais. Neste início de 2022 mais de um terço dos consumidores dizem que produtos locais respondem por mais da metade de suas compras. Parte disso é por causa das campanhas realizadas durante a pandemia do tipo “Prefira o produto local no comércio Continue lendo

Porque o Marketing de Identidade acaba com o bullying dos produtos locais, pequenos e caipiras?

Porque o Marketing de Identidade acaba com o bullying dos produtos locais, pequenos e caipiras?

5 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, vivemos tão profundamente amortecidos pela pressão da globalização que muitas pessoas não percebem a importância estratégica e os inúmeros valores que nossos produtos locais, pequenos e caipiras, também tem. Infelizmente os players globais trabalham para incutir em nossos gestores e consumidores a falsa ideia de que se um produto for estrangeiro será melhor do que um produto brasileiro. E tem feito isso há tanto tempo e com tal sucesso que empreendedores nem pensam na Continue lendo

Vinhos com Selo IP Altos Montes chegam ao mercado 10 anos depois da conquista da certificação de origem.

Vinhos com Selo IP Altos Montes chegam ao mercado 10 anos depois da conquista da certificação de origem.

5 minutos Por Rogerio Ruschel A trajetória dos vinhos com Selo IP Altos Montes é bem curiosa e parece repetir uma síndrome que sofremos no Brasil: quase sempre demoramos para perceber o real valor dos produtos locais, que temos no fundo do quintal, quando comparados a produtos globais, estrangeiros. Por exemplo: dezenas de produtos brasileiros locais, pequenos mas de grande qualidade, que poderiam ter uma percepção de valor maior e buscar mercados mais seletivos, permanecem esquecidos, aguardando que os produtores percebam que o valor Continue lendo

Ser Patrimônio Mundial impulsionou o enoturismo no Douro; vamos usar esta estratégia no Brasil?

Ser Patrimônio Mundial impulsionou o enoturismo no Douro; vamos usar esta estratégia no Brasil?

7 minutos Visual da Serra do Rio do Rastro Por Rogerio Ruschel Meu querido leitor ou leitora, o Brasil é um dos países com maior potencial de ter Patrimônios da Humanidade na categoria Natureza reconhecidos pela Unesco, por causa de nossos exuberantes 6 biomas, e pelo mais o rico e diversificado litoral com mais de 9 mil quilômetros.  E muitas destas paisagens belíssimas estão próximas de regiões de produção vitivinicola – algumas delas até mesmo influenciando o terroir das uvas. Só assim de cabeça Continue lendo

Pesquisa na Espanha comprova: vinhos de uvas autóctones estão tendo mais valor do que vinhos com castas globais.

Pesquisa na Espanha comprova: vinhos de uvas autóctones estão tendo mais valor do que vinhos com castas globais.

2 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, veja só a força das Denominações de Origem na preferência do consumidor. Se você é um daqueles apreciadores de vinhos que tem certeza de que vinhos franceses são melhores e tem mais “valor” do que vinhos de outros países, é bom ler o que se segue. A edição 2021-2022 do guia “Wine Up! Wine” Monovarietal fez uma descoberta muito interessante e animadora para a vitivinicultura espanhola: em 2020 o preço médio e a qualidade Continue lendo

Conheça Calcatorium, o primeiro vinho de lagar rupestre de Portugal, que revive técnica ancestral dos romanos

Conheça Calcatorium, o primeiro vinho de lagar rupestre de Portugal, que revive técnica ancestral dos romanos

4 minutos Por Rogerio Ruschel eu prezado leitor ou leitora, veja outra histrória de valoreização do produtro local e do patrimônio territorial – desta vez vindo de Portugal. Produtores portugueses de vinho recuperaram um processo único e ancestral de vinificação de uvas do tempo dos romanos, o vinho de lagar rupestre. O processo foi oficialmente reconhecido em 2020 como método tradicional de Trás-os-Montes. O “Calcatorium”, como foi batizado este que é o primeiro vinho de lagar rupestre certificado e rotulado em Portugal, e foi Continue lendo

Pirarucu de Mamirauá, o gigantesco peixe da Amazônia, batiza a mais nova Denominação de Origem do Brasil

Pirarucu de Mamirauá, o gigantesco peixe da Amazônia, batiza a mais nova Denominação de Origem do Brasil

4 minutos Por Rogerio Ruschel Prezado amigo ou amiga, aos poucos estamos aprendendo a dar valor a nossos produtos de base local, aqueles que só determinado território tem e que consumidores de outras partes, até mesmo do exterior, adorariam conhecer. Na história de hoje tenho certeza disso, porque o pirarucu (Arapaima gigas), o gigantesco (e lindo) peixe da Amazônia foi reconhecido dia 13 de juho de 2021 como um patrimônio da região de Mamirauá. E posso garantir que é um patrimônio delicioso, porque já Continue lendo

Vinícola Aurora cria Gioia, marca exclusiva para vinhos com Indicações Geográficas

Vinícola Aurora cria Gioia, marca exclusiva para vinhos com Indicações Geográficas

5 minutos Por Rogerio Ruschel Meu estimado leitor ou leitora, outra boa novidade no portfólio dos agroalimentos brasileiros: parece que nosso setor vitivinícola está mesmo convencido de que a origem e a identidade dos produtos agrega diferencial de marketing e valor de mercado. A Vinícola Aurora, de Bento Gonçalves, Rio Grande do Suol, sai na frente e lança a linha GIOIA, que, segundo informações que me enviaram, na tradução do italiano, significa “alegria”. “A nova marca apresenta produtos com garrafas numeradas e limitadas, que Continue lendo

União de vinícolas, trade de turismo e poder público de 2 cidades cria produto turístico diferenciado na serra gaúcha.

União de vinícolas, trade de turismo e poder público de 2 cidades cria produto turístico diferenciado na serra gaúcha.

3 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado amigo ou amiga, hoje você vai conhecer mais um exemplo do que venho repetindo em palestras, artigos e no meu livro “O valor global do produto local” sobre o valor do turismo com indentidade: a união da comunidade em torno de objetivos comuns – como a valorização dos patrimônios locais do território – agrega um importante diferencial de marketing, cria uma maior percepção de valor para os produtos oferecidos, valorize a cultura local, valoriza as propriedades rurais, Continue lendo

Arqueólogos e chefes de cozinha portugueses vão recriar o garum, um molho de peixe da Roma Antiga, depois de 15 séculos

Arqueólogos e chefes de cozinha portugueses vão recriar o garum, um molho de peixe da Roma Antiga, depois de 15 séculos

3 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado amigo ou amiga, arqueólogos, nutricionistas e chefes de cozinha portugueses vão recriar um molho de peixe muito utilizado na Antiguidade, e que desapareceu há cerca de 15 séculos: o garum, garo ou liquamen. O dia do início do processo produtivo, que pode levar até tres meses, é 26 de maio de 2021. O garo (também chamado de garum, nome romano de um tipo de peixe) era um molho muito apreciado na Antiguidade, especialmente na Roma Antiga, de Continue lendo

Os 20 benefícios dos produtos e do turismo com identidade territorial para o desenvolvimento local

Os 20 benefícios dos produtos e do turismo com identidade territorial para o desenvolvimento local

7 minutos Por Rogerio Ruschel* Meu prezado leitor ou leitora, nossos municípios foram duramente atingidos pela pandemia, especialmente os pequenos, porque práticamente todos os setores econômicos entraram em crise ao mesmo tempo: o comércio, a agricultura familiar, o turismo e as cadeias produtivas associadas a eles. Pois agora os potenciais consumidores dos produtos e serviços destas atividades estão ansiosos pela volta ao “normal” e começam a reaprender a trabalhar, a viajar, a consumir. Então dirigentes e gestores das cadeias produtivas do comércio, turismo, gastronomia, Continue lendo

96% da área de vinhedos na Espanha está em territórios com denominação de origem (Identidade Geográfica)

96% da área de vinhedos na Espanha está em territórios com denominação de origem (Identidade Geográfica)

3 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado amigo ou amiga, a Espanha é um dos três maiores produtores mundiais de vinhos e também um dos maiores exportadores. Todos os anos compete com a França e a Itália por uma das três primeiras posições. Então é importante saber que este poderoso país vitivinicultor se posiciona no mercado internacional utilizando a proteção e agregação de valor de produtos certificados com Identidade Geográfica. Como você sabe, produtos com uma denominação de origem valorizam sua identidade, o que Continue lendo

A CNI mergulha nos rincões do país para revelar os produtos com identidade geográfica do “Brasil que a gente produz”

A CNI mergulha nos rincões do país para revelar os produtos com identidade geográfica do “Brasil que a gente produz”

13 minutos Aldeia no município de Uarini, no coração da Amazônia, produtor da farinha de Uarini Por Rogerio Ruschel Exclusivo: Entrevista com Ariadne Tamm Sakkis, Editora de Conteúdo da Agência CNI de Notícias e diretora da Série “O Brasil que a gente produz” sobre produtos com Indicação Geográfica Meu caro amigo ou amiga, se você pensa que a CNI – Confederação Nacional da Indústria – a poderosa organização que representa mais de 20% do PIB brasileiro – só transita em grandes prédios industriais, ruas Continue lendo

Saiba porque produtos locais estão atraindo Investimento Social Privado e a atenção do GIFE

Saiba porque produtos locais estão atraindo Investimento Social Privado e a atenção do GIFE

6 minutos Brinde do GIFE para palestrantes, foto de Sonia Consiglio Favaretto Por Rogerio Ruschel Incentivar cadeias produtivas nos municipios nocauteados pela pandemia é o investimento social (privado ou público) com retorno mais rápido e duradouro para socorrer a economia local. Meu prezado leitor ou leitora, uma revolução silenciosa mas de enorme importância para nosso país está acontecendo longe dos olhos da chamada “grande mídia” que só tem visto problemas da coronavirus. Estou falando da mobilização de pessoas, entidades e organizações pela valorização dos Continue lendo

Queijo do Marajó, feito artesanalmente com leite fresco de búfala, ganha reconhecimento de Indicação de Procedência – IP

Queijo do Marajó, feito artesanalmente com leite fresco de búfala, ganha reconhecimento de Indicação de Procedência – IP

5 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, mais uma boa noticia: o Queijo do Marajó, um queijo fresco de leite de búfala, produzido de forma artesanal há mais de 200 anos no arquipélago do Marajó, no Pará, acaba de ser reconhecido como um patrimônio de valor coletivo. O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) atribuiu a ele o registro de Indicação de Procedência, uma das formas de Indicação Geográfica do Brasil.  Na abertura, veja a alegria das vaquinhas de Marajó, que Continue lendo

Prost!!! A cultura do vinho é reconhecida como o 35o. patrimônio cultural imaterial da Alemanha

Prost!!! A cultura do vinho é reconhecida como o 35o. patrimônio cultural imaterial da Alemanha

3 minutos Vale do Reno, Alemanha – um dos patrimônios alemães já reconhecidos pela Unesco Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, fico feliz em informar que mais um bem da cultura que existe no entorno da produção de vinhos acaba de ser reconhecido como um patrimônio cultural. Estou falando da cultura do vinho na Alemanha, reconhecida em 9 de março de 2021 pelo registro alemão do patrimônio cultural imaterial, por recomendação do comitê de especialistas da Comissão Alemã para a UNESCO – Continue lendo

510 bilhões de Reais por ano: este é o valor das 3.207 Indicações Geográficas de  alimentos e bebidas de 28 países europeus (em 2017)

510 bilhões de Reais por ano: este é o valor das 3.207 Indicações Geográficas de alimentos e bebidas de 28 países europeus (em 2017)

7 minutos O valor agregado a um produto europeu com Indicação Geográfica Por Rogerio Ruschel, com dados da Comissão da Agricultura da União Europeia Meu prezado leitor ou leitora, a Comissão Europeia divulgou dia 20 de abril de 2020, em Bruxelas, um relatório sobre o valor das Indicações Geográficas – IG para os países do bloco. Você sabe: IGs são registros de territórios que agregam valor aos produtos daquele território, porque criam diferenciais exclusivos e elevam os preços; por exemplo, Roquefort para queijos, Borgonha Continue lendo

Brasil vai ter mais três regiões vinícolas com certificação de origem; solicitações aceleram no INPI

Brasil vai ter mais três regiões vinícolas com certificação de origem; solicitações aceleram no INPI

9 minutos Fonte: Jorge Tonietto Por Rogerio Ruschel Estimado leitor ou leitora, boas notícias: o Brasil está acelerando propostas de certificação de origem para vinhos e espumantese isso vai ajudar a conquistar respeito e mercado, dentro e fora do país. Estamos muito atrasados em relação a produtores com os quais queremos competir: em 2017 existiam 1.043 Identidades Geográficas – IGs apenas de vinhos, na Europa; só a França tinha 473 regiões certificadas, a Itália tinha 464 e a pequena Luxemburgo, que tem pouquíssima experiência Continue lendo

Do Pau-Brasil abandonado ao Guaraná protegido: de olho na certificação de origem dos produtos brasileiros mais tradicionais

Do Pau-Brasil abandonado ao Guaraná protegido: de olho na certificação de origem dos produtos brasileiros mais tradicionais

10 minutos Por Rogerio Ruschel Com 521 anos de história o Brasil reconhece sua primeira Indicação Geográfica indígena e cria o único “terroir com alma” do mundo: o Tekoha dos Sateré-Mawé. Meu prezado leitor ou leitora, fico feliz em poder escrever isso: parece que finalmente o Brasil está levando a sério o reconhecimento do valor de seus produtos locais, nativos, que estamos acreditando qaue vale a pena agregar valor ao nosso próprio patrimônio, especialmente no que se refere a agroalimentos. Esta percepção de valor Continue lendo

Livro da Epagri desvenda os segredos do terroir dos Vinhos de Altitude de Santa Catarina

Livro da Epagri desvenda os segredos do terroir dos Vinhos de Altitude de Santa Catarina

6 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, já que a opção mais sensata é ficar de resguardo social por causa da pandemia, minha sugestão é relaxar degustando uma taça de vinho  em casa, em boa e segura companhia. E para agregar sabor ao seu relaxamento sugiro que abra um vinho da região dos Vinhos de Altitude de Santa Catarina, e harmonize com a leitura de um excelente livro preparado pela Epagri sobre este terroir: “Vinhos de Altitude de Santa Catarina – Continue lendo

Turismo pós-pandemia vai ressurgir valorizando a cultura, os patrimônios territoriais e os valores da comunidade.

Turismo pós-pandemia vai ressurgir valorizando a cultura, os patrimônios territoriais e os valores da comunidade.

6 minutos Por Rogerio Ruschel (*) Meu prezado leitor ou leitora, como recuperar a indústria do turismo abalada pelo Covid-19? Com cautela e inteligência, apostando em valores de pertencimento exclusivo. Veja porque. Em janeiro de 2017 publiquei um post com o titulo “Porque a cultura popular brasileira, tão rica no folclore, música, artes, literatura e culinária, continua invisível no turismo? “. Creio que a questão foi bem entendida pelos (cultos) leitores de “In Vino Viajas”, porque entre as 560 reportagens do blogue publicadas em Continue lendo

Origens Brasil: uma rede de negócios sustentáveis na Amazonia, onde a união faz a força

Origens Brasil: uma rede de negócios sustentáveis na Amazonia, onde a união faz a força

10 minutos Foto de Simone Giovine, AFP Por Rogerio Ruschel EXCLUSIVO – Entrevista com Luiz Brasi Filho, coordenador de mercado da Rede Origens Brasil. Estimado leitor ou leitora, recentemente um grupo de grandes empresas brasileiras e estrangeiras solicitou ao governo brasileiro providências para conter o desmatamento. Segundo sua mensagem, é estratégico compreender a importância do uso sustentável dos recursos naturais do país, porque “Em nenhum momento da história o futuro da humanidade e do planeta dependeu tanto da nossa capacidade de entendimento de que Continue lendo