#Rogerio Ruschel

As oportunidades perdidas: porque poucos brasileiros visitam o Alentejo?

As oportunidades perdidas: porque poucos brasileiros visitam o Alentejo?

4 minutos O repórter no Castelo de Monsaraz, local que vai atrair brasileiros – se eles souberem de sua existência Por Rogerio Ruschel Prezado leitor ou leitora, entendo que existe um potencial muito grande para o Alentejo, a linda região de Portugal, atrair brasileiros, tanto para fazer enoturismo quanto para outras atividades turísticas, desportivas e culturais. Tenho autoridade e experiência para opinar, porque sou o jornalista brasileiro que mais escreve sobre o Alentejo: são dezenas de reportagens no meu blogue In Vino Viajas (https://www.invinoviajas.com/?s=alentejo); Continue lendo

Conheça 5 indicações geográficas com milhares de anos, do tempo em que ainda nem existiam Indicações Geográficas

Conheça 5 indicações geográficas com milhares de anos, do tempo em que ainda nem existiam Indicações Geográficas

6 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, o conceito da Indicação Geográfica – IG como diferenciadora de produtos de qualidade foi sendo construído ao longo da história, e a ideia de sua proteção legal como uma propriedade industrial surgiu quando se percebeu que alguns produtos oriundos de determinadas áreas geográficas apresentavam características específicas, atribuíveis à sua origem, e que precisavam de proteção contra copiadores que não tinham a mesma qualidade do original. O Vinho do Porto (1870), é a primeira IG Continue lendo

São Paulo cria Frente Parlamentar de Apoio à Vitivinicultura e ao Desenvolvimento do Enoturismo Paulista

São Paulo cria Frente Parlamentar de Apoio à Vitivinicultura e ao Desenvolvimento do Enoturismo Paulista

3 minutos Por Rogerio Ruschel Prezado leitor, o estado de São Paulo amplia cada vez mais sua articipação na produção de uvas e vinhos no Brasil, e cria estruturas de apoio à qualidade e representatividade. Com 321 vinícolas cadastradas, que produzem entre dois e cinco hectares de uvas viníferas, o Estado avança e a mais recente iniciativa foi a mobilização politica: a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) lançou nesta sexta-feira, dia 8 de março de 2024, em Sessão Solene no Plenário, Continue lendo

Vidigueira realiza o Vidigueira Vinho, agitando o Alentejo, em Portugal, entre 29 e 31 de março

Vidigueira realiza o Vidigueira Vinho, agitando o Alentejo, em Portugal, entre 29 e 31 de março

4 minutos Por Rogerio Ruschel Meu estimado leitor ou leitora, você tem agora mais uma razão para conhecer a Concelho (município) de Vidigueira, no Alentejo, em Portugal, e mais uma oportunidade para conhecer um de seus mais importantes produtos: o evento Vidigueira Vinho. Realizado pela Câmara Municipal da Vidigueira, o evento vai reunir, entre 29 e 31 de março de 2024, os produtores de vinhos do município que é famoso no mundo inteiro por ser o centro de produção do Vinho de Talha, uma Continue lendo

Exportação do cultivo da Uva Goethe para os Estados Unidos agrega valor à Indicação Geográfica

Exportação do cultivo da Uva Goethe para os Estados Unidos agrega valor à Indicação Geográfica

6 minutos Por Rogerio Ruschel, com o Portal Litoral Sul O Portal Litoral Sul, de Criciúma-SC, publicou recentemente uma reportagem sobre a visita de um grupo de especialistas estrangeiros à região para uma visita técnica a vinhedos da Uva Goethe durante a vindima. O grupo tinha três objetivos: 1) conhecer as técnicas e aspectos operacionais da produção da uva Goethe; 2) planejar a exportação de tecnologia e do saber-fazer do plantio destas uvas nos Estados Unidos; e 3) fazer um documentário sobre a uva, Continue lendo

Cachaça de Paraty faz um up-grade como Indicação Geográfica e se torna uma Denominação de Origem (DO)

Cachaça de Paraty faz um up-grade como Indicação Geográfica e se torna uma Denominação de Origem (DO)

4 minutos Por Rogerio Ruschel, com Agência Sebrae de Noticias Depois de 16 anos de ter conquistado o reconhecimento como Indicação Geográfica na categoria Indicação de Procedência (IP) junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) em 10 de julho de 2007, para as aguardentes, tipo cachaça e aguardente composta azulada, os produtores da Associação de Produtores e Amigos da Cachaça Artesanal de Paraty – APACAP viram atendido seu pedido para trocar de classificação, e desde 30 de janeiro de 2024 Paraty é uma Continue lendo

Artigo de In Vino Viajas ressuscita o “vinho dos mortos” em Portugal

Artigo de In Vino Viajas ressuscita o “vinho dos mortos” em Portugal

menos de 1 minuto Por Rogerio Ruschel Em setembro de 2017 publiquei no meu blogue “In Vino Viajas” a história do Vinho dos Mortos – um acontecimento verídico de 1808, que envolveu produtores de vinhos de Trás-os-Montes, Portugal e o Exército de Napoleão. É uma historia sensacional que hoje se tornou atrativo turístico e que fez muito sucesso no “In Vino Viajas”. Pois o blogue português “Portugal num mapa”, do jornalista Ricardo Braz Frade, especializado em patrimônios portugueses, publicou esta história em janeiro de Continue lendo

Uma doce dica: conheça os méis brasileiros com Indicação Geográfica (IG), seus terroirs, características e sabores.

Uma doce dica: conheça os méis brasileiros com Indicação Geográfica (IG), seus terroirs, características e sabores.

8 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, no universo das mais de 110 IGs, o Brasil já tem 06 méis com Indicação Geográfica reconhecida, sendo que 03 deles são Denominações de Origem (DO) – o que caracteriza produtos copm profunda relação com o local onde são produzidos, e os outros 03 são indicacões de Procedência (IP). E pelo menos outros 03 méis estão em processo de análise, veja no fim desta reportagem. Estes seis tipos de méis (ou melhor: cinco tipos Continue lendo

Valorizar produtos com Indicação Geográfica no Brasil: uma corrida com dificuldades que poucos estão vencendo

Valorizar produtos com Indicação Geográfica no Brasil: uma corrida com dificuldades que poucos estão vencendo

5 minutos Por Rogerio Ruschel Estimados leitores e leitoras, chegar à possibilidade de integrar uma cadeia produtiva de um produto que conquistou uma Indicação Geográfica é um importante trunfo, desde que isso se transforme em benefícios utilizando as regras de marketing e do mercado. No entanto, para chegar a este pequeno grupo de qualificados (atualmente cêrca de menos de 10.000 produtores e empreendedores no Brasil) é preciso muito trabalho, muito aprendizado, muita dedicação – muito suor. Primeiro tem o suor para obter o reconhecimento Continue lendo

Vinho de Bituruna, a Indicação Geográfica paranense de cor dourada e aroma tropical das uvas Casca Dura

Vinho de Bituruna, a Indicação Geográfica paranense de cor dourada e aroma tropical das uvas Casca Dura

15 minutos Por Rogerio Ruschel, com a Agência Estadual de Notícias do Paraná Meus prezados amigos e amigas, sempre que se fala em imigração italiana, a maioria das pessoas se lembra da serra gaúcha, o que está correto, mas Imigrantes italianos que chegavam ao país por São Paulo ou Rio de Janeiro foram sendo encaminhados para o Espiritio Santo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná. O Paraná recebeu outro fluxo migratório 50 anos depois, quando famílias de descendentes de italianos Continue lendo

Conheça os Colhões de São Gonçalo, uma delícia portuguesa

Conheça os Colhões de São Gonçalo, uma delícia portuguesa

5 minutos Por Ricardo Braz Frade, do site “Portugal num Mapa” Meu prezado leitor ou leitora, hoje vamos conhecer um dos muito interessantes textos de Ricardo Braz Frade, editor de um (diferenciado) site que publica histórias sobre lendas, produtos, tradições e lugares muito interessantes e menos óbvios de Portugal. Assim como eu, ele também valoriza a origem e a identidade de produtos e da cultura, como forma de valorizar territories e comunidades. Sugiro que você acesse o site, é sensacional – basta digitar o Continue lendo

As riquezas da Economia do Mar e as maravilhas da Amazônia Azul

As riquezas da Economia do Mar e as maravilhas da Amazônia Azul

3 minutos Por Rogerio Ruschel, diretor editorial da Essential Idea Editora Meu prezado leitor ou leitora, hoje vou abordar um assunto de grande importância para todos nós, especialmente para nossos netos: o valor de nossos recursos hídricos, incluindo o mar. Recentemente foi realizado em Salvador, Bahia, o seminário “O MP em Defesa da Amazônia Azul” pelo Ministério Público em parceria com a Câmara de Comércio de Salvador e diversas entidades. Amazônia Azul é como a Marinha do Brasil denomina o território brasileiro abrangido pelo Continue lendo

Produtores de cafés com Indicação Geográfica (IG) do Brasil se unem para transformar em realidade os benefícios da certificação

Produtores de cafés com Indicação Geográfica (IG) do Brasil se unem para transformar em realidade os benefícios da certificação

6 minutos Imagem do site da Nugap Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, uma excelente notícia: as associações gestoras de cafés com Indicação Geográfica (IG) do Brasil vão ampliar o trabalho em conjunto para fortalecer o associativismo e promover ações de marketing e comunicação para explicar para os consumidores brasileiros porque produtos com origem controlada como os que têm IGs são melhores. Com isso pretendem fazer o que se faz no mundo civilizado: agregar valor de venda e margem de lucro na Continue lendo

Como produtos brasileiros com Indicação Geográfica e a Abrig podem aproveitar a eleição do novo presidente argentino?

Como produtos brasileiros com Indicação Geográfica e a Abrig podem aproveitar a eleição do novo presidente argentino?

3 minutos Por Rogerio Ruschel São Paulo, 20 de novembro de 2023. Meu querido leitor ou leitora, ao que parece a eleição de um ultraliberal extremista de direita com ideias “diferenciadas” como presidente da Argentina, pode perturbar o desenvolvimento da agricultura familiar no Brasil – e de maneira específica, afetar o desempenho dos produtos com Indicação Geográfica. Para pior ou para melhor – mas pode ser para melhor, se soubermos entender e aproveitar a oportunidade. Explico porque. Como se sabe, o acordo comercial entre Continue lendo

O peixe tambaqui é o segundo produto de Rondonia reconhecido com uma Indicação Geográfica: Vale do Jamari

O peixe tambaqui é o segundo produto de Rondonia reconhecido com uma Indicação Geográfica: Vale do Jamari

3 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, no dia 15 de agosto de 2023 o Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI publicou o reconhecimento da segunda Indicação Geográfica (IG) para uma região de Rondônia: o Vale do Jamari, produtor do peixe tambaqui amazônico (Colossoma macropomum), in natura e processado. Além dessa IP, o estado possui uma Denominação de Origem (DO) para o café das Matas de Rondônia. Com essa concessão, o Brasil tem 115 Indicações Geográficas, sendo 82 Indicações de Continue lendo

Vinho de açaí do Amapá foi confundido com vinho de uvas vitis viníferas em teste cego – será que vai assim para o mercado?

Vinho de açaí do Amapá foi confundido com vinho de uvas vitis viníferas em teste cego – será que vai assim para o mercado?

8 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado amigo ou amiga, o açai, aquela frutinha roxa deliciosa de uma palmeira do bioma amazônico, consumida há centenas de anos como alimento popular no Amapá (e em toda a região da Amazônia) ganhou estudos técnicos, superou preconceitos e hoje é um produto de prestígio (e preço) global, sendo exportado para dezenas de países. Pois agora pode ser exportado como um vinho. João Capibaribe, ex- senador e ex-governador do Amapá produz açai há muitos anos na sua empresa Continue lendo

Conheça o jornalista brasileiro que escreve sobre vinhos que é recordista de leitores na Espanha

Conheça o jornalista brasileiro que escreve sobre vinhos que é recordista de leitores na Espanha

3 minutos Por Rogerio Ruschel Estimados leitoras e leitores, desta vez, depois de mais de 750 artigos publicados aqui no In Vino Viajas, peço licenca para falar de mim mesmo, porque estou orgulhoso em  dizer que estabeleci um novo recorde de leitores em terras estrangeiras. Meus recordes já registrados escrevendo sobre cultura do vinho são: 1) alcancei leitores em 136 paises no dia 21/11/2016  – e depois disso não contabilizei mais; e alcancei 380.826 acessos em um único mes, em junho de 2019 – Continue lendo

Açai de Feijó, uma cidade do Acre, é a 116a.  Indicação Geográfica brasileira: um brinde a isso.

Açai de Feijó, uma cidade do Acre, é a 116a. Indicação Geográfica brasileira: um brinde a isso.

4 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitore ou leitora, segundo o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), o município de Feijó, no Acre, é a primeira localidade a receber uma Indicação Geográfica de um produto do bioma amazônico, o Açai de Feijó. Tenho lá minhas dúvidas, porque em dezembro de 2020 a Terra Indígena Andirá-Marau, com 8.000 Km2, localizada na divisa dos estados do Amazonas e do Pará, conquistou a primeira Indicação Geográfica (IG) de Origem concedida a dois produtos locais: o waraná Continue lendo

Vale dos Vinhedos comemora 23 anos de sucesso dos vinhos com Indicação Geográfica      e expande o conceito para o território

Vale dos Vinhedos comemora 23 anos de sucesso dos vinhos com Indicação Geográfica e expande o conceito para o território

11 minutos Por Rogerio Ruschel Entrevista exclusiva com Jaime Milan, consultor técnico da IG Vale dos Vinhedos e Presidente da ABRIG – Associação Brasileira das Indicações Geográficas Meu prezado leitor ou leitora, o Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha, é a primeira Indicação Geográfica do Brasil (IG) e também a única região reconhecida com as duas IGs existentes no país: IP – Indicação de Procedência, em 2002 e DO – Denominação de Origem, em 2012. Trata-se, então, da IG mais “idosa” e mais experiente. Continue lendo

Miolo Reserva Pinot Grigio com IG Campanha Gaúcha: 5 ideias de harmonização em um e-book – e mais a minha sugestão

Miolo Reserva Pinot Grigio com IG Campanha Gaúcha: 5 ideias de harmonização em um e-book – e mais a minha sugestão

2 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, para destacar a série de10 rótulos da sua linha Miolo Reserva,a Miolo Wine Group convidou o chef mineiro Felipe Caputo a desenvolver 27 receitas de harmonizações com pratos de todos os estados brasileiros, valorizando a diversidade gastronômica em um e-book muito interessante. Uma boa ideia, certamente, porque oferece inúmeras descobertas – e o melhor, o e-book é gratuito, veja mais adiante. A Miolo me enviou um Malbec e um Pinot Grigio para testar com as Continue lendo

Conheça os melhores vinhos de mesa do Brasil

Conheça os melhores vinhos de mesa do Brasil

2 minutos Comissão Julgadora, realizadores e apoiadores em foto histórica Por Rogerio Ruschel Estimados leitores e leitoras, como publiquei aqui no In Vino Viajas e também na minha coluna do portal espanhol Vinetur (aliás, com mais de 1.850 acessos até agora), fui um dos 12 membros da Comissão Julgadora da 1a. edição do Concurso Brasileiro de Vinhos de Mesa – CBVM, realizado no início de agosto de 2023 em Jundiaí-SP. Esta foi a primeira vez que profissionais da vitivinicultura são reunidos para avaliar vinhos Continue lendo

Editais da Setec/MEC incentivam produtos com Identidade Geográfica – 16.000 produtores já foram impactados

Editais da Setec/MEC incentivam produtos com Identidade Geográfica – 16.000 produtores já foram impactados

12 minutos Por Rogerio Ruschel Entrevista exclusiva com Huarley Lemke, coordenador técnico-científico. Meu prezado leitor ou leitora, desde 2021 a Setec – Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) do Ministério da Educação (MEC) – vem investindo na educação profissional e tecnológica como processo educativo e investigativo de geração e adaptação de soluções técnicas e tecnológicas às demandas sociais e peculiaridades regionais. Um dos caminhos é o desenvolvimento de comunidades através da valorização de produtos com Identidade Geográfica – IG, que vem sendo realizado Continue lendo

Vinhos de mesa do Brasil atingem a maioridade mercadológica – e estão conquistando o respeito da classe média.

Vinhos de mesa do Brasil atingem a maioridade mercadológica – e estão conquistando o respeito da classe média.

6 minutos Por Rogerio Ruschel Estimados leitores e leitoras, fui um dos 12 membros da Comissão Julgadora da 1a. edição do Concurso Brasileiro de Vinhos de Mesa – CBVM, realizado na unidade de Viticultura e Enologia da Etec Benedito Storani – Etec BeSt, de Jundiaí – SP, uma das escolas do Centro Paula Souza, do governo do Estado de São Paulo. É um momento histórico porque este é o primeiro concurso a avaliar vinhos produzidos no país com uvas híbridas e americanas, vitis labrusca, Continue lendo

União Europeia tem 3.435 produtos agrícolas protegidos por Indicações Geográficas (IG) – o Brasil tem menos de 100.

União Europeia tem 3.435 produtos agrícolas protegidos por Indicações Geográficas (IG) – o Brasil tem menos de 100.

2 minutos Por Rogeerio Ruschel Prezado leitor ou leitora. Segundo dados divulgados dia 25 de julho de 2023 em Bruxelas, a União Europeia (UE) tem um total de 3435 Indicacões Geográficas de produtos agrícolas protegidos por indicações geográficas (IG) – e Portugal, nosso “irmão” de fala portuguesa, com 212, está no quinto lugar da tabela europeia. No topo da tabela, com 891 produtos protegidos está a Itália, seguida pela França (767), Espanha (394), a Grécia (284) e aí vem Portugal (212). O Brasil tem Continue lendo

Vinhos “caipiras” do Brasil têm o primeiro concurso nacional em São Paulo – faço um brinde a isso!!!

Vinhos “caipiras” do Brasil têm o primeiro concurso nacional em São Paulo – faço um brinde a isso!!!

4 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, fico feliz em divulgar um evento importante para o setor vitivinícola brasileiro: a realização da 1a. edição do Concurso Brasileiro de Vinhos de Mesa – CBVM, de 01 a 03 de agosto na capital paulista. O local ainda não foi divulgado. Explico porque chamo de “caipiras”: este concurso vai avaliar vinhos produzidos no país com uvas híbridas e americanas, tipo vitis labrusca, tradicionalmente produzidas por descendentes de imigrantes, produzidas localmente, e não uvas de Continue lendo

Brasil apresenta  11 cafés com Indicação Geográfica (IG) no principal evento da Europa – e ganha titulo de melhor barista

Brasil apresenta 11 cafés com Indicação Geográfica (IG) no principal evento da Europa – e ganha titulo de melhor barista

4 minutos Por Rogerio Ruschel, com texto da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) Meu prezado leitor ou leitora, que tal tomar um cafézinho não só com qualidade internacional mas também com a certeza de uma origem certificada? Isso é o que cafés especias certificados com uma Indicação Geográfica podem oferecer, além de maior valor agregado que significa margem de lucro ampliada. Já temos 13 regiões produtoras de cafés especiais certificadas com IGs e o Brasil levou 11 destas origens produtoras de cafés especiais, Continue lendo

Congresso Internacional 2023 de Indicações Geográficas reuniu especialistas de 66 países

Congresso Internacional 2023 de Indicações Geográficas reuniu especialistas de 66 países

3 minutos Por Rogerio Ruschel Saiba tudo sobre o 2023 WIPO Worldwide Symposium on Geographical Indications – no original, em inglês. On June 14 and 15 (2023), the World Intellectual Property Organization (WIPO) in cooperation with the National Intellectual Property Center of Georgia (SAKPATENTI) –organized in Tbilisi the 2023 edition of its Worldwide Symposium on Geographical Indications. At this occasion, some 1,000 participants from 66 countries gathered in presence and online in representation of some the major public and private GI stakeholders around the Continue lendo

Delícias do Restaurante Dona Izilda, em Palmela, um mergulho na culinária portuguesa para não-turistas

Delícias do Restaurante Dona Izilda, em Palmela, um mergulho na culinária portuguesa para não-turistas

2 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, já frequentei a culinária portuguesa em muitas mesas, degustando de pratos sofisticados como os do chef Vitor Sobral em companhia do chef Henrique Fogaça em Cascais, aos lanches de rua como sardinhas assadas e castanhas cozidas no Porto. Ou na chamada “praça de alimentação para foodies”, o Mercado da Ribeira em Lisboa, criado pela revista Time Out, onde se pode tomar uma cerveja ou vinho e saborear pratos da culinária portuguesa reinventadas por jovens Continue lendo

Saiu a programação oficial do evento “Vinhos no Castelo de Serpa”, no Alentejo, Portugal, com vinhos, queijos e muitas delícias

Saiu a programação oficial do evento “Vinhos no Castelo de Serpa”, no Alentejo, Portugal, com vinhos, queijos e muitas delícias

2 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado amigo ou amiga, como já tinha informado aqui em abril passado, está chegando a hora de conhecer (e degustar) os vinhos, queijos, embutidos, pães, doces, o mel e outros patrimômios comunitários alimentares da região de Serpa, no Alentejo, Portugal.  É que vai se realizar entre os dias 2 e 3 de junho, o evento “Vinhos no Castelo de Serpa” (www.vinhosnocastelo.pt). Com este evento, o Concelho de Serpa, pequena cidade portuguesa formalmente criada no ano de 1295 que Continue lendo

Indicação Geográfica, a arma para acabar com o bullying mercadológico sofrido pelos produtos locais, pequenos e caipiras

Indicação Geográfica, a arma para acabar com o bullying mercadológico sofrido pelos produtos locais, pequenos e caipiras

6 minutos Por Rogerio Ruschel Meu prezado leitor ou leitora, vivemos tão profundamente amortecidos pela pressão da globalização, que muitas pessoas não percebem a importância estratégica e os valores que nossos produtos locais, pequenos e caipiras também têm. Infelizmente os players globais trabalham para incutir no mercado a falsa ideia de que se um produto for estrangeiro será melhor do que um produto brasileiro – e tem feito isso com tal sucesso que empreendedores nem pensam na hipótese de investir em produtos locais, porque Continue lendo